Ceclin
out 16, 2012 0 Comentário


Motorista do ônibus que tombou em Goiana poderá ser indiciado por homicídio culposo

Folha de Pernambuco

O motorista do ônibus de turismo que tombou no quilômetro três da BR-101, no município de Goiana, na manhã do último domingo (14), poderá ser indiciado por homicídio culposo ou lesão corporal, de acordo com o titular da delegacia municipal de Goiana, Diego Pinheiro. Foi instaurado um inquérito para apurar a responsabilidade de Ivan Rodrigues no acidente que resultou na morte de cinco pessoas de uma mesma família. O prazo para a conclusão das investigações é de 30 dias a partir da data do ocorrido.

O motorista prestou depoimento ontem na Delegacia de Goiana. Ele negou que estivesse acima da velocidade indicada, porém o tacógrafo do veículo apontou que no momento do acidente o coletivo estava a 80 quilômetros, quando a velocidade permitida na via é de 60 quilômetros. O equipamento registra em discos diagrama a velocidade, tempo e distância percorrida pelo veículo. O ônibus levava aproximadamente 50 católicos de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, para os municípios de Paudalho, na Mata Norte, e Olinda, na Região Metropolitana do Recife. Estima-se que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas.

“O motorista do ônibus foi atendido, mas já recebeu alta e nós fizemos a ouvida dele hoje (ontem). Ele falou que vinha na velocidade permitida, perdeu o controle do carro e tombou, mas o tacógrafo registrou uma velocidade acima da permitida. Na hora do acidente ele foi socorrido e não foi autuado em flagrante, mas foi aberto inquérito e nós vamos apurar a responsabilidade dele de lesão corporal ou de homicídio culposo, por ter sido imprudente e assumido o risco de praticar esse resultado. É uma área em que ocorrem muitos acidentes e estava chovendo. Como ele estava vinha um pouco acima da velocidade, perdeu o controle”, destacou o Diego Pinheiro.

Segundo o delegado, o proprietário da empresa de turismo também será ouvido. “Não vai ser necessário ouvir todas as vítimas. Vamos ouvir as pessoas que estavam acordadas no momento do acidente, já que a maioria estava dormindo, e também o dono da empresa de turismo. Já entramos em contato e daqui para o final de semana ele deve depor”, salientou.

Três mulheres, um homem e uma criança morreram. As vítimas fatais foram Isabel dos Santos Conceição, de 73 anos, Magno Heiber dos Santos, 59, Aída Conceição, 43, Ana Aída Tomaz, 19, e Clara Beatriz dos Santos, 7. O enterro dos cinco familiares foi realizado ontem em Natal, no Rio Grande do Norte.