• Ceclin
nov 02, 2013 0 Comentário


Morre segunda vítima da colisão na rodovia PE 45

Acidente aconteceu na PE-45, entre os municípios de Escada e Vitória. Foto: Blog A Cara de Vitória.

Entre os feridos, quatro eram mulheres e cinco são homens. Um está em estado grave. O motorista se apresentou na Delegacia de Vitória na noite da sexta-feira, em companhia de um advogado

atualizado às 17h.

Duas pessoas morreram e pelo menos nove ficaram feridas em um grave acidente envolvendo um ônibus da empresa Borborema e um caminhão de combustível na rodovia PE-45, entre os municípios de Escada e Vitória de Santo Antão, na tarde dessa sexta-feira (1º), quando a carreta que trafegava no sentido Vitória/Escada saiu da faixa e colidiu de frente com o coletivo. De acordo com informações, as vítimas fatais foram Luiz Gomes da Silva, de 74 anos, que estava sentado atrás do motorista do ônibus e morreu na hora. A outra vítima foi o condutor do coletivo, José Manoel dos Santos, com aproximadamente 50 anos de idade. Segundo informações do SAMU, ele teria perdido as duas pernas no acidente.

José Manoel que residia no Bairro do Cajá em Vitória de santo Antão, não resistiu a gravidade dos ferimentos, veio a óbito ainda dentro da Aeronave que havia feito pouso no Estádio Carneirão.  O corpo de Manoel foi sepultado no Cemitério de Glória do Goitá, no Sábado.

Entre os feridos no acidente, quatro eram mulheres e cinco são homens. Duas das vítimas, o motorista José Manoel, que foi socorrido de helicóptero e chegou sem vida ao Hospital da Restauração (HR) e a cobradora Luana Paula Ferreira da Silva, de 24 anos, que também foi transferida para o HR. Segundo a assessoria do hospital, ela sofreu fratura exposta nas duas pernas, além de apresentar escoriações nos membros superiores.

A carreta seguia com o tanque vazio para o Porto de Suape, em Ipojuca, no Litoral Sul, para ser abastecida. O caminhão era conduzido pelo motorista, Silvano Gomes da Silva, de 39 anos, residente na Avenida Joaquim Gomes da Silva – no Bairro Santa Rita, em Glória do Goitá. O motorista se apresentou na Delegacia de Plantão às 21h40 da sexta-feira, em companhia de um advogado. O condutor da carreta de placa – HVF 8691, alegou em depoimento que evitou passar sobre um buraco na Rodovia numa curva quando acabou invadindo a faixa contrária, atingindo o ônibus de placa – KKP 4253, causando a  tragédia. Após ser ouvido ele foi liberado.

Saiba estado de saúde de outras vítimas clicando AQUI.