• Ceclin
abr 20, 2009 2 Comentários


Moradores fazem manifesto pela paz

Publicado em 20.04.2009

Diante do aumento da violência no município de Glória do Goitá, na Zona da Mata pernambucana, os moradores da cidade saíram às ruas, na tarde de ontem, para pedir paz. A manifestação, organizada pela Paróquia de Nossa Senhora da Glória, teve início às 15h, em frente à igreja matriz. Usando camisas brancas e segurando faixas, centenas de pessoas circularam pelas principais ruas do município.
Dois trios elétricos acompanharam o protesto, que teve como principal objetivo chamar a atenção das autoridades para a questão da segurança pública. De acordo com os moradores da cidade, o número de assaltos, furtos e arrombamentos aumentou nos últimos meses. Segundo eles, apenas três policiais militares fazem a segurança na cidade.
A manifestação também deu início à campanha A Paz é a Gente que Faz, da Secretaria Municipal de Educação. O projeto, que começa a partir de hoje, tem como objetivo realizar seminários sobre o tema nas escolas da cidade. Autoridades da região, entre elas o prefeito Djalma Paes, participaram do evento.
No fim da caminhada, do Centro do município até a PE-50, uma missa campal foi realizada na praça de eventos. Essa é a terceira vez que a Paróquia de Nossa Senhora da Glória realiza uma caminhada pela paz na cidade. Esse ano, camisas brancas com a frase “Glória pede paz” foram vendidas e o dinheiro arrecadado será destinado à paróquia e ajudará a cobrir os custos do evento.
O padre João Ribeiro, um dos organizadores da manifestação, destacou a importância do protesto para acender a cultura de paz entre os moradores de Glória do Goitá. “Essa manifestação está iluminada pela Campanha da Fraternidade deste ano, que versa sobre a segurança pública. Infelizmente, a violência está muito presente em nossas vidas e precisamos dar um basta nisso”, afirmou.
(Jornal do Commercio).