Ceclin
ago 20, 2009 0 Comentário


Ministro chega para agilizar apuração

VANNUCHI passa dois dias entre João Pessoa e Itambé

JAIRO LIMA

O ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/PR), acompanhado de uma comitiva formada pelo Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, realiza visita a João Pessoa (PB) e Itambé (PE), hoje, com vistas a discutir o irresoluto assassinato do advogado e ex-vice-presidente do PT/PE, Manoel Mattos.
A intenção é agilizar as investigações, assim como o julgamento e punição dos responsáveis pelo crime. Entre os objetivos está a federalização do caso especificamente, e dos outros crimes fronteiriços entre Pernambuco e Paraíba.

Um dos idealizadores da caravana, deputado federal Luiz Couto (PT-PB) – presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias – não comparecerá devido a compromissos marcados na Bahia.
Na Paraíba, às 14h, no Palácio da Redenção, Paulo Vannuchi visitará o governador José Maranhão (PMDB), de quem cobrará resultados das investigações.

Ainda em João Pessoa, os integrantes da comissão têm audiência com o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Luiz Silvio Ramalho Júnior.
Em seguida, o grupo irá ao município de Itambé, na Zona da Mata Norte pernambucana, onde encontrará familiares e representantes da sociedade civil de Pernambuco e Paraíba.
Na sexta-feira, Paulo Vannuchi e os membros da comissão têm reunião com o superintendente da Polícia Federal na Paraíba, Sinomar Neto, em João Pessoa. Fechando a agenda, já está marcado um encontro com integrantes do Ministério Público do Estado.

Às 11h30, eles participam de um encontro com membros da sociedade civil no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil – Paraíba (OAB/PB). Também são integrantes da missão: a Nacional de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, que acompanha o caso Manoel Matos, com a representação de Fernando Matos, Coordenador Geral; e Oscar Gatica, da Equipe Técnica Federal do mesmo programa.
(Folha de Pernambuco).