Ceclin
jul 22, 2011 1 Comentário


Ministra Iriny Lopes assina convênios de implatação de políticas públicas para mulheres em Pernambuco

Na manhã dessa quinta-feira (21), a deputada estadual Mary Gouveia, esteve presente no Palácio do Campo das Princesas, para o encontro com a ministra Iriny Lopes, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que assinaram convênios de implementação de políticas para as mulheres no Estado.

Além de Mary Gouveia, presidenta da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o evento contou com a participação da secretária da Mulher do estado, Cristina Buarque, deputados federais e estaduais, secretários do governo, gestoras municipais de políticas para as mulheres, prefeitas e prefeitos, conselheiras, movimento das mulheres e membros da comissão que a parlamentar faz parte.

Um dos convênios “Trabalhando Gênero na Educação Formal” vai disponibilizar recursos para a realização do Prêmio Nade Teodósio de Estudos de Gênero e a formação e fortalecimento de Núcleos de Estudos em gênero de enfrentamento à violência contra a mulher nas universidades. O outro, “Fortalecimento das Ações do Combate à Violência contra a Mulher” vai possibilitar o aparelhamento das casas-abrigo, capacitação de profissionais da Rede de Atendimento e a promoção de campanhas educativas.

A ministra aproveita a ocasião também para conversar com o Governador Eduardo Campos a respeito das ações realizadas nos últimos cinco anos em Pernambuco. Iriny Lopes quer conhecer melhor o trabalho que tem sido feito no estado e vem sendo apontado como referência no País.

Boletim de Ocorrência Eletrônico

A partir de 1º de agosto começa a vigorar na Polícia Civil do Estado, o Boletim de Ocorrência Eletrônico que inclui a violência doméstica e familiar nos principais crimes em que a mulher é vítima.

O objetivo é que ocorra um atendimento rápido e de qualidade. A expectativa é que se possa acompanhar de forma mais célere os casos de violência doméstica contra a mulher em todo o Estado, inclusive nos municípios onde não existem Delegacias Especializadas da Mulher.

Anuário da Mulher Brasileira

Ainda nesta quinta-feira (21) foi lançado no auditório da ALEPE, o primeiro Anuário da Mulher Brasileira uma realização da Secretaria de Políticas para Mulheres da presidência da Republica (SPM), em parceria com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

A publicação reúne dados oriundos de pesquisas realizadas por diversas fontes, como OIT, Pnad, TSE e Datasus, com o intuito de subsidiar políticas públicas voltadas à promoção da igualdade de gênero.

O Anuário mostra como a inserção das mulheres no mercado de trabalho reflete as funções sociais historicamente desempenhadas por elas, relacionando-as ao espaço privado, ao cuidado do lar e dos filhos.


Com Informações da Assessoria.