Ceclin
Maio 13, 2016 0 Comentário


Herança das gestões Lula e Dilma, Minha Casa Minha Vida finaliza obras em Vitória de Santo Antão

A previsão é que os apartamentos sejam entregues a Caixa Econômica Federal (CEF) na última semana de junho, por iniciativa do Governo Federal. Fotos: Site PMV

A previsão é que os apartamentos sejam entregues a Caixa Econômica Federal (CEF) na última semana de junho, por iniciativa do Governo Federal. Fotos: Site PMV

Oitocentas e noventa e seis famílias estão prestes a receber um apartamento do Programa Minha Casa Minha Vida em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Em fase de conclusão, os imóveis passaram por uma vistoria na manhã dessa quinta-feira (12) realizada pelo engenheiro civil responsável pela obra e equipes da Prefeitura da Vitória e do Instituto Ensinar de Desenvolvimento Social (IEDES), empresa responsável pela realização do trabalho técnico social com as famílias beneficiadas.

A previsão é que os apartamentos sejam entregues a Caixa Econômica Federal (CEF) na última semana de junho, por iniciativa do Governo Federal. Alguns blocos já estão na fase de acabamento com 98% das obras concluídas.

engenheiro civil Adolfo Jorge de MouraSegundo o engenheiro civil, Adolfo Jorge de Moura, responsável pelas obras, todas as etapas do cronograma de entrega do residencial Minha Casa Minha Vida estão sendo obedecidas. “Estamos com as obras em pleno funcionamento e dentro do cronograma. Nossa previsão é entregar dentro do prazo previsto de contrato. É um empreendimento de 896 unidades, que conta com toda a parte de infraestrutura e saneamento. Em alguns blocos estamos na fase final da pavimentação e da pintura dos imóveis”, explicou. O residencial Minha Casa Minha Vida detém equipamentos comunitários como quadras poliesportivas, quadras de areia, playgrounds e centro comunitário.

De acordo com Jacqueline Macedo, assistente social do IEDES, as famílias beneficiadas estão sendo contatadas para participarem das ações de mobilização social, gestão condominial e educação sanitária e ambiental. “Essas pessoas já passaram por duas reuniões. Como eles assinarão contratos eles terão um compromisso com a Caixa Econômica e precisam conhecer todos os detalhes do contrato, os direitos e as obrigações. A Prefeitura tem sido uma parceira e feito esse papel de escolher as pessoas e atualizar os cadastros das famílias beneficiadas”, conta.

com informações da Assessoria