Ceclin
fev 19, 2016 0 Comentário


Mesmo com as chuvas, Gravatá vivencia grave racionamento de água

deolhoemgravata´c

Mesmo com as chuvas que vem banhando a cidade desde a última quarta-feira (17), Gravatá continua em um racionamento grave que vem revoltando a população. Dezessete dias sem água e dois dias para a mesma chegar no último ponto de uma localidade, algo que é praticamente impossível. É que em algumas localidades a água não passa nem 05 horas, e as vezes não dá nem para abastecer uma rua inteira, segundo os moradores.  Desde 2015, Gravatá vem passando por crises no abastecimento d’água devido as “tubulações antigas”, segundo o gerente regional da COMPESA, Ricardo Matal.

Para resolver o tal problema no abastecimento, uma obra na adutora está sendo realizada. A obra deve ser finalizada em 36 dias, contando desde o último contato com o gerente no dia 15 de fevereiro, onde ele nos repassou um prazo de 40 dias para finalização. Enquanto isso, a população vai vivendo um drama no abastecimento. Alguns moradores estão solicitando caminhões pipas para tentar suprir as necessidades de algumas pessoas em determinados locais da cidade.

 

De Olho em Gravatá