• Ceclin
fev 09, 2009 0 Comentário


Mesa Redonda abre ciclo de debate sobre o Carnaval 2009

O Programa A VOZ DA VITÓRIA promovida pela Rádio Tabocas FM (98,5) em sua Mesa Redonda realizada na última sexta-feira (06) iniciou um ciclo de debates sobre “Os preparativos para o Carnaval 2009 da Vitória de Santo Antão” que será realizada durante todo o mês de Fevereiro até a última sexta quando ocorrerá um balanço geral das festividades.

Para o debate desta semana, convidamos o Secretário de Defesa do Cidadão Dr. Décio Filho, o presidente da Associação do Carnaval Tradicional da Vitória (ACTV) Paulo Oliveira, Raleu presidente da troça carnavalesca a Zebra, Carlos da diretoria do Galo do Cajá, Joeides Paz representante da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes da Vitória de Santo Antão e o cantor e compositor Maciel Melo.

Iniciando o debate, o Assessor Joeides Paz declarou que está muito otimista com o Carnaval 2009 porque a recomendação da Administração do Prefeito Elias Lira é resgatar a tradição do Carnaval que levou o nome da Cidade para todo o Brasil e que há anos estava abandonada.

A equipe liderada pelo Secretário de Cultura, Turismo e Esportes – Dr. Paulo Roberto, que é um entusiasta do Carnaval está empenhada para recuperar esta riqueza cultural perdida e conta com o apoio de todos os profissionais da Prefeitura para ter êxito na realização da festa.

Já o representante do bloco o Galo do Cajá – Carlos, mostrou-se muito otimista com relação ao Carnaval 2009, declarou que é o décimo ano do Galo e a comemoração vai ser especial devido à intenção da nova Administração mostrar-se resgatando o tradicional Carnaval vitoriense. “Fazer Carnaval de trio é fácil, o trio pára na sua porta, a banda sobe, toca e depois vai embora. No Carnaval de chão é diferente e é uma bandeira muito difícil de carregar, somando-se a isso essa crise financeira mundial que deixou os patrocinadores da região sem condições de ajudar. Ficou ainda mais complicado”. E concluiu:”o Galo tinha 21 patrocinadores e agora só restaram 10 se não fosse à paixão que temos pelo Carnaval não sairíamos às ruas”.

O Secretário de Defesa do Cidadão da Vitória de Santo Antão Dr. Décio Filho disse que o papel de sua Secretaria será de fiscalizar as ações propostas em um documento chamado de Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que será homologado nesta terça-feira (10) no Ministério Público. Trata-se de um conjunto de ações que serão discutidos com as autoridades locais e as Secretarias, regularizando horário de blocos, comércio de bebidas, normas da vigilância sanitária, fiscalização de trânsito etc.

“O papel da Guarda Municipal será muito importante neste projeto, pois ela entrará como uma força auxiliar e já está sendo treinada e preparada para colaborar com o bom desenvolvimento do evento”, ressaltou.
Quanto ao trânsito ele disse que será entregue adesivos para que sejam colados nos vidros dos veículos de moradores para que tenham livre acesso as suas residências, mas frisou bem que os veículos não podem ficar nas ruas e sim em suas garagens, caso contrário correrão o risco de reboque.

Segundo Raleu representante da troça carnavalesca a Zebra, ele não tinha intenção de colocar a Zebra nas ruas, pois passam por problemas de ordem financeira e pendências na sua diretoria.
Devido aos pedidos e palavras de incentivo dos amigos resolveu voltar atrás, “a exemplo do Dr. Paulo Roberto que nos procurou e nos incentivou a sair nesta festa que tem uma importância especial, trata-se do resgate do nosso Carnaval que há mais de cinco anos estava esquecido”. Continuou: “Perdemos alguns patrocinadores e o que restaram não podem fazer muito, mas não é justo que a Zebra fique de fora de um momento tão importante como
esse já que temos 27 anos de participação no Carnaval vitoriense”, ponderou.

“O Carnaval vitoriense é uma expressão multicultural e de ritmos variados, é por isso que fundamos o bloco Marias e Lampiões que é um bloco que sai tocando forro pé-de-serra”.
Afirmou o diretor da Associação do Carnaval Tradicional da Vitória (ACTV) – Paulo Oliveira, informando que fez um recadastramento de todos os blocos e troças que são muitos para poder apoiar as Secretarias à elaborar os horários dos blocos com o intuito de facilitar a saída dos mesmos e evitar que dois ou mais blocos saiam sem controle de tráfego.

Com relação ao bloco Marias e Lampiões a atração deste ano é o cantor e compositor Maciel Melo, autor de muitas músicas de sucesso dentre elas “Cabloco Sonhador” já interpretada por Flavio José e Fagner.
Em entrevista nesta Mesa Redonda afirmou também que está se sentindo muito feliz em participar do Carnaval da Vitória e que praticamente vai apresentar seu novo CD neste Carnaval.
Segundo Paulo da ACTV, o bloco Marias e Lampiões surgiu quando há sete anos passados ele estava com alguns amigos no Carnaval de Olinda e viu alguns sanfoneiros no Carnaval, gostou tanto da ideia que esse fato o inspirou a criar o bloco.

O nosso convidado de honra – Maciel Melo – mostrou-se preocupado com o destino que a nossa música regional caminha: “depois que colocaram tanta ‘putaria’ no forró você tem dificuldade de apresentar músicas de qualidade para o público, é indecente você colocar um disco e escutar palavras que detratam pessoas e sugerem atos, que não levam a nada e nossos filhos terem que ouvir isso”.
Ele declarou que apesar de tudo continua trabalhando e lutando pela boa qualidade da música brasileira.
Após as considerações finais ainda no encerramento do Programa foi firmado assim o compromisso com os ouvintes de na próxima semana continuarmos os debates.


Apresentação: Lissandro Nascimento.
Produção: Jáder Siqueira.
Equipe: Orlando Leite, Gilberto Júnior, Felipe França,
Genilda Alves, Régis Souza, Berg Araújo.