• Ceclin
dez 27, 2019 0 Comentário


MEC altera acesso ao Fies e reduz vagas quase pela metade a partir de 2021

Regras de acesso ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) mudarão em 2021

Regras de acesso ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) mudarão em 2021

O MEC (Ministério da Educação) alterou as regras de acesso para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), com novas regras de nota mínima, cálculo de média e renda. Números de vagas para o programa também foram reduzidas a quase metade para os anos de 2021 e 2022.

As mudanças constam de 05 resoluções editadas pela pasta divulgadas nesta 6ª feira (27.dez.2019) no Diário Oficial da União.

Eis as mudanças para a adesão do Fies, em vigor a partir do 1º semestre de 2021:

Nota da redação no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) sobe para 400 pontos. Antes o aluno apenas não poderia tirar zero;
A média mínima no exame sobe de 400 pontos para 450 pontos;
Aluno, registrado no Fies, que pedir transferência para outra instituição terá de tirar uma nota igual ou superior à nota de corte da universidade desejada;
No caso do Fies, o número ofertado de vagas será reduzido. Em 2020, serão ofertadas 100 mil vagas. Já em 2021 e 2022, serão os financiamentos ficam limitados a 54 mil vagas.

As regras para acesso ao P-Fies, destinado a pessoas com renda familiar de até 5 salários mínimos também foram alteradas, e valerão a partir do 2º semestre de 2020. Eis as alterações:

Não haverá limite de renda para o programa;
Programa passa a ser desvinculado do Fies;
Sem exigência de realização do Enem para entrar no financiamento;
Aderência ao programa fica aberta durante todo o ano;
O MEC decidiu também endurecer o processo de cobrança de alunos inadimplentes. A partir de agora, as dívidas poderão ser cobradas judicialmente, e não apenas no âmbito administrativo, em contratos firmados até o 2º semestre de 2017. Débitos menores que R$ 10 mil não serão alvo de judicialização.

SAIBA TAMBÉM:

Inscrições para Fies e P-Fies iniciam no dia 5 de fevereiro

- Fies exigirá 400 pontos na redação do ENEM