Ceclin
fev 17, 2022 0 Comentário


Mata de Ronda, em Pombos, tem potencial para trilha ecológica

Estudantes do Projeto Cidade Sustentável visitam Mata de Ronda, em Pombos

Os/as Agentes de Desenvolvimento Ambiental, formados pela Geração Futuro, através do Projeto Cidade Sustentável, participaram de uma trilha ecológica na Reserva de Mata Atlântica do Ronda, em Pombos, no Agreste pernambucano, no último sábado (12.02). A visita teve como intuito sensibilizar os/as estudantes sobre as questões ligadas à conservação da Mata Atlântica e os ensinamentos que a natureza proporciona.

Acompanhados do guia Maurilo Montalvão, os/as Agentes Ambientais percorreram a Capela Santa Ana, no Engenho de Ronda, e realizaram a trilha pela mata. Desta forma, os/as crianças e adolescentes puderem compreender a importância da Reserva, uma remanescente de vegetação nativa com 512 hectares, as espécies da mata atlântica e animais que habitam o lugar.

O educador social da Geração Futuro, José Emerson, destacou a visita como um momento de conscientização sobre a importância da reserva e da necessidade de cuidar da biodiversidade. “Durante as aulas do curso, falamos bastante sobre a Reserva do Ronda e não poderíamos deixar de levá-los para viver o local presencialmente. Muitos deles nunca haviam visitado e, com certeza, foi uma experiência que agregou conhecimento”, disse.

SEMINÁRIO

A Geração Futuro realizou o Seminário de Avaliação do Projeto Cidade Sustentável: Educação para o Meio Ambiente, na última quarta (16.02), no auditório da Câmara de Vereadores de Pombos. O objetivo do encontro foi compartilhar com os/as envolvidos nas ações – representados por gestores públicos, Sindicato Rural, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e as crianças e adolescentes – os aprendizados, as conquistas, os desafios e impactos do Projeto, durante o período de execução, a fim de possibilitar transparência da execução do Projeto junto aos parceiros.

O projeto formou 160 crianças e adolescentes para serem multiplicadores da educação ambiental, espalhando árvores no campo e na cidade, cuidando do meio-ambiente, protegendo e promovendo o protagonismo dos envolvidos, com comunidades, professores, gestores públicos e órgãos de proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente.