Ceclin
nov 28, 2022 0 Comentário


Marlos Henrique é o novo prefeito de Maraial

Eleitores de seis cidades voltaram às urnas no domingo (27.11) para eleger prefeitos e vice-prefeitos. O pleito abrange os municípios de Tanabi (SP), Pedro Velho (RN), Canguaretama (RN), Maraial (PE), Ibitirama (ES) e Maiquinique (BA).

As eleições suplementares ocorrem quando há a anulação de mais da metade dos votos concedidos ao candidato – no caso, prefeito. A anulação é determinada por decisão da Justiça Eleitoral que negou o registro de candidatura ou cassou o diploma ou o mandato de político já eleitos.

Nesse caso, o candidato do PSB na eleição suplementar de Maraial, na Mata Sul pernambucana, Marlos Henrique, foi eleito com uma diferença de 376 votos, obtendo 3.304 (53,31%) votos contra 2.894 (46,69%) de sua adversária, Tati da Farinha (Avante). Portanto, a eleição suplementar escolheu para o mandato tampão o ex-vereador Marlos Maraial que tem como vice-prefeito André Rodrigues (PSD). Foram as urnas 6.433 eleitores aptos a votar, de um total de 9.427, a eleição teve uma abstenção de 31,76% de eleitores que não foram aos seus locais de votação depositar seu voto.

Essa nova eleição foi determinada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) após o prefeito e vice-prefeito eleitos em 2020 terem a candidatura cassada por abuso de poder econômico. Marlos fica no cargo até 2024 quando acontecerá em todo Brasil as eleições municipais.

O socialista com o resultado das urnas refez o caminho trilhado na Eleição de 2020, quando ele bateu na trave e agora confirma seu assento na cadeira de prefeito após uma contagiante campanha eleitoral.