Ceclin
Maio 13, 2014 0 Comentário


Mandiocultoras da Bacia do Goitá concluem ações do Projeto de Formação Sociopolítica e Produtiva

Cento e oitenta mulheres que trabalham no processamento da mandioca no território da Bacia do Goitá – formado pelos municípios de Vitória de Santo Antão, Chã de Alegria, Pombos, Lagoa de Itaenga, Glória do Goitá e Feira Nova – participaram nesta segunda – feira (12), da solenidade de encerramento do Projeto de Formação Sociopolítica e Produtiva. Executada em parceria pelas Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, por meio do ProRural, Secretaria da Mulher e o Centro das Mulheres de Vitória de Santo Antão, a ação contou com investimentos da ordem de R$ 187 mil, contribuindo para o processo de empoderamento do grupo de mulheres.

Durante sete meses, as trabalhadoras rurais participaram das atividades de formação, divididas em dois módulos: o primeiro com ênfase em cidadania e políticas públicas e o segundo focado no fortalecimento da autonomia produtiva e econômica, contemplando formas de organização social (associativismo/ cooperativismo), gestão empreendedora e redes produtivas.