• Ceclin
jul 06, 2018 0 Comentário


Mais uma agência do Banco do Brasil é explodida no interior pernambucano

Moradores da cidade relataram que muitos disparos de arma de fogo foram ouvidos durante a ação criminosa. Foto: Reprodução/Facebook

Moradores da cidade relataram que muitos disparos de arma de fogo foram ouvidos durante a ação criminosa. Foto: Reprodução/Facebook

JC Online

Mais uma agência bancária virou alvo de explosão em Pernambuco. Desta vez, o crime foi registrado em Quipapá, na Zona da Mata Sul do Estado. De acordo com o 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM), a investida contra o Banco do Brasil da cidade foi registrada por volta das 3h desta sexta-feira (06/7).

Além da ação contra a agência bancária, os suspeitos também atiraram em direção ao destacamento de Polícia Militar da cidade.

Nas redes sociais, moradores da cidade relataram que muitos disparos de arma de fogo foram ouvidos durante a ação criminosa. “Madrugada de tiros. Quipapá virou campo de guerra”, disse uma usuária do Facebook.

O 10° BPM informou que, durante a fuga, os homens fizeram alguns moradores, que aguardavam o ônibus que os levariam para atendimento em hemodiálise no Recife, de reféns. Durante a ação, os agentes da polícia não puderam revidar para não levar nenhum perigo as vítimas.

Logo após, os suspeitos conseguiram fugir em um veículo toro branco em direção ao estado de Alagoas. Todos os reféns foram liberados e ninguém ficou ferido.

Ações contra bancos
Uma agência do Banco do Brasil foi alvo de explosão em Pombos, na Zona da Mata de Pernambuco, na madrugada da terça-feira (03/7). De acordo com a Polícia Civil, além da investida contra o banco, por volta das 2h30, os suspeitos do crime atiraram contra a delegacia e o destacamento da Polícia Militar da cidade.

No dia 30 de junho,  foi registrada uma ação contra a Caixa Econômica Federal de Limoeiro, no Agreste do Estado, por volta das 3h. Não há informação de que os suspeitos do crime tenham conseguido levar o dinheiro que havia nos terminais eletrônicos. De acordo com a PF, informações repassadas pela Polícia Militar indicam que a ação durou aproximadamente 20 minutos. Cerca de 10 homens armados chegaram em dois veículos ao local, um modelo Hilux de cor prata e outro modelo Fiat Toro de cor branca. Enquanto uma parte dos suspeitos permaneceu fazendo a vigilância do lado de fora, o resto do grupo se dirigiu aos dois caixas eletrônicos da agência e acionou explosivos.