Ceclin
jan 06, 2015 0 Comentário


Mais três mortes nos primeiros dias do ano em Vitória de Santo Antão

vítimas

(Daniel, Elton e José Ferreira – Fotos: Eliel Magno e Blog A Cara de Vitória).

Os primeiros dias de 2015 já começaram marcados pela violência em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata do Estado. Após o primeiro homicídio do ano (leia AQUI), registrado no dia 1º de janeiro, mais três mortes devem ser investigadas pela Delegacia local. Duas delas são de cunho violento, já confirmadas pela Polícia Civil. A terceira, ainda não confirmada como homicídio, necessita de um exame cadavérico para confirmar as motivações do óbito.

Na noite do primeiro dia do ano, um homem foi morto a tiros próximo ao chafariz do Alto da Balança, na área urbana. A vítima era do sexo masculino e não portava documentos. O homem de aproximadamente 35 anos estava sem camisa e de bermuda azul com detalhes brancos.  No local onde o crime ocorreu, ninguém soube dar maiores informações sobre o rapaz, e nem se ele frequentava a localidade.

Na Vila Natuba, área rural da cidade, foi encontrado na tarde dessa segunda-feira (05), o corpo de um rapaz de 26 anos, identificado como Daniel Severino Alves. A vítima, que estava desparecida desde o sábado passado,  foi morta com golpes de facão. A área onde o rapaz foi morto possui matagal e uma cachoeira, onde diversos crimes já ocorreram. Daniel era ex-presidiário.

Ainda na tarde de ontem um rapaz de 16 anos foi executado com dois tiros no Loteamento Tropical.  Elton da Silva Mendes, foi morto próximo a uma ribanceira. O rapaz, segundo acreditam os parentes, pode ter sido atraído ao local. O jovem, segundo a família, já teve passagens pela Delegacia por ter praticado furtos. Elton, que era apelidado por “Catito” também seria usuário de drogas.

Logo adiante, um homem de 56 anos que estava desaparecido desde a quinta-feira (1º), foi encontrado morto na tarde dessa segunda. José Ferreira Campos saiu de casa e não mais tinha sido visto após a virada de ano. Ontem, seus parentes tomaram conhecimento de um corpo localizado no Bairro da Bela Vista II, na área urbana. Em estado de putrefação, o corpo foi reconhecido, mas não foi possível identificar algum ferimento que indicasse violência. Apenas um laudo legista poderá identificar as causas da morte. Segundo parentes, a vítima tinha problemas de saúde e sofria ataques epiléticos.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), no Bairro de Santo Amaro, no Recife.