Ceclin
set 28, 2017 0 Comentário


Mais motoristas são vítimas de grupos criminosos na BR-101, entre Palmares e Ribeirão

De acordo com as investigações, mais de um bando deve estar agindo na região. Os assaltantes atacam com pedradas e tiros

De acordo com Flavio Sorolla, mais de um bando deve estar agindo na região, quando os assaltantes atacam com pedradas e tiros. Foto: PE10

Nova Mais

As constantes ondas de assaltos que aterrorizam há vários meses motoristas que trafegam pelo trecho da rodovia BR-101 entre Palmares e Ribeirão, na Mata Sul do Estado, fizeram mais vítimas no fim da tarde dessa quarta-feira (27/09). Um suspeito foi preso pela Polícia, que trabalha com a hipótese de mais de uma quadrilha agindo na região.

Ao todo, dois ônibus, uma carreta e quatro carros de passeio foram abordados pelos bandidos, que usaram pedras e até armas de fogo para tentar parar as vítimas. Uma delas, um caminhoneiro de Recife, que transportava uma carga de alimentos para Salvador, disse à Polícia que os bandidos atiraram em uma das portas laterais da cabine. Assustado, ele decidiu não parar o caminhão, mas chegou a se desequilibrar na estrada no momento da fuga:

– “Quando eles atiraram no meu veículo, eu não parei e fiquei ‘ziguezagueando’ na pista para sair daquela situação de risco. O tiro atingiu o para-brisas e a coluna do lado do carona”, disse.

Todas as vítimas compareceram à Delegacia de Palmares para o registro do boletim de ocorrências. A maioria, contudo, alega ter sido atingida por pedradas, uma prática diversas vezes denunciadas nos últimos meses. Por volta das 18h, um suspeito, reconhecido pelo motorista do caminhão, foi imobilizado por populares e entregue às autoridades depois de furtar uma motocicleta.

ABERTURA DE INQUÉRITO 

Os inquéritos foram abertos para apurar as ocorrências. Para o Delegado de Polícia Civil, Flavio Marcel Sorolla, as investigações devem apontar para a atuação de mais de uma quadrilha agindo na região, uma delas seria especializada em roubos e cargas. Em entrevista exclusiva ao Portal Nova Mais, o Delegado falou que um dos supostos envolvidos foi preso com a ajuda de populares depois de cometer mais um assalto:

– “Na verdade ele (o suspeito) foi preso por populares. Ele furtou uma moto, talvez depois de ter furtado o caminhão, e foi reconhecido pelo motorista. Mas acreditamos que a questão do caminhão seja diferente do caso das pedradas nos veículos e se trate de um bando de roubo de cargas”, explicou.

Ainda de acordo com o Delegado, a maior dificuldade para prender os suspeitos está na localização onde as abordagens criminosas ocorrem, com facilidades de fuga pelo matagal. As investigações sobre o ataque ao caminhão devem ficar a cargo da Delegacia Especializada em Roubos de Cargas.