Ceclin
jun 11, 2011 0 Comentário


Mais de 100 milhões de crianças em perigo


NOVA IORQUE – Mais da metade dos 215 milhões de crianças e adolescentes que trabalhavam no mundo em 2008 estavam em atividades que podem causar danos à saúde e à segurança.



De acordo com o relatório Crianças em trabalhos perigosos: o que sabemos, o que precisamos fazer, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), 53% ou 115 milhões de jovens trabalhavam em atividades perigosas em todo o mundo, número que representava pouco mais de 7% de toda a faixa etária de 5 a 17 anos no planeta em 2008.
Um dos pontos destacados pela OIT é o elevado número de acidentes de trabalho, doenças ou traumas psicológicos entre crianças e adolescentes: em média uma ocorrência por minuto. O documento da OIT foi divulgado em razão da celebração, amanhã, do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.

A maioria dos menores que estão em atividades de risco são meninos e a situação deles praticamente não melhorou.

Na divisão por regiões do planeta, o relatório da OIT aponta que a maior concentração de trabalho infantil em atividades perigosas estava, em 2008, na África Subsaariana. Eram 38,736 milhões de crianças e adolescentes expostas a riscos no trabalho, ou 15,1% do total de crianças na região.

Segundo o documento, 173 dos 183 países membros da OIT ratificaram o convênio que proíbe o emprego de crianças nas atividades mais perigosas.

(Jornal do Commercio).