Ceclin
dez 22, 2009 3 Comentários


Lula espera que prática da tortura não volte mais

BRASÍLIA (Folhapress) – Em um discurso para membros de organizações de defesa dos direitos humanos, o presidente Lula afirmou ontem que “valeram a pena” os choques sofridos pelos que lutaram contra a ditadura (1964-85). Segundo ele, o fato de haver pessoas que foram torturadas é uma garantia para que a prática não volte a ocorrer.

Ao participar da entrega do Prêmio Direitos Humanos 2009, o presidente, referindo-se a uma das premiadas, Inês Etienne Romeu, amiga e ex-companheira de resistência da ministra Dilma Rousseff, disse: “Minha querida Inês, eu só queria te dizer uma coisa: valeu a pena cada gesto que vocês fizeram. Cada choque que vocês tomaram, cada apertão que vocês tiveram, valeu a pena porque nós aprendemos”.

Sob aplausos, Lula completou. “E na medida em que a gente aprende, a gente garante que não haverá mais retrocesso neste País e isso nós devemos a vocês que lutaram por nós”. Inês foi premiada na categoria “Direito à memória e à verdade” e recebeu o prêmio das mãos de Dilma, que se emocionou ao reencontrá-la.

No evento, que também comemorava a 3ª etapa do Programa Nacional de Direitos Humanos, Lula afirmou que pretende transformar todas as secretarias de seu governo que hoje têm status ministerial em ministérios permanentes. Para isso, ele terá que enviar projeto de lei ao Congresso. “E quem vier, ou cria mais, ou faça o que quiser, porque depois que vier outro, é o outro que vai fazer”, disse.

(Folha de Pernambuco).