• Ceclin
mar 28, 2019 0 Comentário


Luciana Santos reúne mulheres para discutir políticas de emprego e renda

Manuela d'Ávila é presença confirmada no evento. Foto: Arquivo/Blog

Manuela d’Ávila em Pernambuco inclui o lançamento do seu livro . Foto: Arquivo/Blog

Manuela d’Ávila é presença confirmada no evento

A vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, promove encontro com deputadas e mulheres empreendedoras e protagonistas em suas áreas de atuação na próxima segunda-feira (1° de abril), às 10h, na vice-governadoria. O objetivo é discutir a questão da emancipação feminina e apontar conjuntamente caminhos para geração de empregos e melhoria das condições de trabalho para as mulheres pernambucanas.

“A questão do emprego é vital para a independência e autonomia das mulheres. Precisamos enfrentar com protagonismo e políticas públicas a disparidade que existe entre homens e mulheres no mercado de trabalho e oferecer soluções também para aquelas mulheres que se encontram em situação de vulnerabilidade social”, explica Luciana.

Entre as convidadas para o encontro — e já com presença confirmada — está a ex-deputada Manuela Dávila, que foi pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB e candidata a vice-presidente nas últimas eleições. Além de participar da reunião, a agenda de Manuela em Pernambuco inclui o lançamento do seu livro “Revolução Laura”, com debate no auditório da Unicap, às 18h30.

Mulheres no Mercado de Trabalho

Embora ocupem 44% das vagas de emprego registradas no País, o número de mulheres desempregadas é 29% maior que o de homens. Quando se fala das posições de liderança, embora a porcentagem de mulheres CEOs no Brasil tenha crescido de 5% em 2015 para 16% em 2017, elas ainda representam apenas 2,8% dos cargos mais altos. Os dados são do relatório Women in Business, da Grant Thornton, International Business Report (IBR).

Outro dado chocante é do relatório do último Fórum Econômico Mundial, que aponta que seriam necessários cem anos, aproximadamente, para que a diferença salarial entre homens e mulheres desapareça. Atualmente, elas recebem 74,5% do salário dos homens ocupando os mesmos cargos.

Em artigo, Susana Ayarza, diretora de Marketing do Google aponta que, entre 2013 e 2017, as buscas no Google por “desigualdade de gênero no mercado de trabalho” cresceram 451% e por “mulher ganha menos” aumentaram 298%. “Isso sugere que apesar do caminho em direção à equidade de gênero ainda ser longo, elas estão cada dia mais interessadas pelo assunto e conscientes dessa urgência”, opina.

Outro aspecto preocupante que a vice-governadora deve trazer para a mesa de debates é a reinserção da mulher no mercado de trabalho após a licença maternidade. Os dados da pesquisa Mulher Empreendedora realizada pela Robert Half em 2016 revelam que, em 85% das empresas brasileiras, metade das profissionais deixa o emprego após o nascimento do primeiro filho.

SERVIÇO

Reunião Mulheres e Mercado de Trabalho
Segunda, 1 de abril de 2019 | 10h
Sala de Reuniões da Vice-governadoria
Av. Rio Branco, 104, 3° andar – Recife

Lançamento Revolução Laura e debate com a autora Manuela Dávila
Segunda, 1 de abril de 2019 | 18h30
Auditório G2 da UNICAP
Rua do Príncipe, 526 – Boa Vista – Recife.