• Ceclin
mai 30, 2011 0 Comentário


Limoeiro faz aposta no São João

Com 40 polos de animação e atrações nacionais, regionais e locais – como Zezé di Camargo e Luciano, Fábio Júnior, Brasas do Forró e Novinho da Paraíba – e um investimento de mais de R$ 1 milhão, a cidade de Limoeiro, no Agreste, a 90 km do Recife, quer ser, definitivamente, incluída na rota dos festejos juninos de Pernambuco. A prefeitura lançou, sábado passado, num restaurante recifense, o São João 2011 de Limoeiro.
Segundo a versão histórica, a cidade nasceu de uma aldeia de índios tupis, numa área com muitos limoeiros, e a fundação é creditada ao padre catequizador Ponciano Coelho, no século 18.

Disposta a concorrer com Caruaru, Gravatá e Arcoverde – três grandes polos juninos de Pernambuco –, Limoeiro promete um São João tipicamente nordestino, que terá como ponto alto nomes artísticos de peso, entre os dias 23 e 28 de junho. “Os hotéis já estão com as reservas praticamente esgotadas, inclusive as unidades de cidades próximas, como Salgadinho (124 km do Recife), famosa pelas águas termais”, comemora o prefeito Ricardo Teobaldo (PSDB). O homenageado do São João de Limoeiro deste ano é o brincante de coco de roda Zé de Tetê, originário de Passira, que é músico e barbeiro.
Apoiada pelo Ministério do Turismo e pela Secretaria de Turismo do Estado, a cidade está prevendo a visita de 40 mil pessoas por dia, ao longo dos seis dias de festejos, quase que duplicando a população, que é de 60 mil habitantes. Para atender os visitantes, a prefeitura requisitou aos governos federal e estadual apoio na instalação da infraestrutura, além da atuação das Polícias Rodoviária Federal e Estadual e das Polícias Militar e Civil. “Este é o terceiro lançamento do São João de Limoeiro. Estamos consolidando a cidade como um polo de animação”, ressaltou Teobaldo.
O planejamento dos festejos inclui o resgate e a valorização das tradições religiosas e multiculturais do município, entre as quais a Caminhada das Bandeiras, uma cidade cenográfica com habitantes, o romance sertanejo com personagens do município e a homenagem a artistas locais. A estratégia é dar visibilidade à festa matuta, atraindo turistas do Grande Recife e de outros Estados, para fortalecer a economia local e consolidar a cidade como importante polo do circuito junino de Pernambuco.
Ente as atrações locais, estão agendados o boi de caboclinhos, o coco de roda, a ciranda, a banda de pífano e as populares quadrilhas juninas, casamento matuto, mamulengos e comidas típicas do período, com atrações nas zonas urbana e rural.

(Jornal do Commercio).