Ceclin
Maio 18, 2012 0 Comentário


Limoeiro e Palmares implementam ações voltadas aos acidentes de motos

Blog do Agreste

As ações do Comitê Regional de Prevenção aos Acidentes de Motos (Cepam) serão lançadas nesta sexta-feira (18/05) pelo Secretário Estadual de Saúde, Antonio Carlos Figueira, nas cidades de Limoeiro, no Agreste do Estado, e Palmares, na Zona da Mata Sul. Os lançamentos acontecem às 8h e 14h, respectivamente, nas sedes das Gerências Regionais de Saúde (Geres) com a presença de prefeitos, secretários de Saúde, representantes de instituições, bombeiros militares e policiais rodoviários.

O município de Limoeiro também receberá atividades educativas e bloqueios da Operação Lei Seca durante todo o final de semana, de sexta-feira (18/05) a domingo (20/05). O foco será monitorar condutores que estiverem se deslocando para a Vaquejada de Carpina, que acontece no sábado (19/05), no parque de exposição da cidade. Duas equipes atuarão de forma itinerante realizando testes de alcoolemia e ação educativa e de orientação aos motoristas, por meio de deficientes vitimados pela combinação de álcool e trânsito.

“Desde o começo do ano, estamos ampliando a política de prevenção aos acidentes de moto para todo o Estado com a descentralização das ações através das 12 Geres. Em janeiro, implantamos o comitê na IX Geres, em Ouricuri, e conseguimos obter bons resultados com uma redução significativa no número de óbitos. Pretendemos, até junho, instalar o Cepam em todas as gerências regionais, beneficiando as 185 cidades de Pernambuco com ações de fiscalização e educação”, comenta Figueira. Os 20 municípios da II Geres (Limoeiro) somaram, em 2010, 59 óbitos por acidentes de moto. A III Geres (Palmares), que integra 22 municípios, registrou, no mesmo ano, 28 mortes.

“Grande parte das cidades ainda não municipalizaram o trânsito, ou seja, elas não estão integradas ao Sistema Nacional de Trânsito. Por isso, é preciso que haja entendimento e cooperação das prefeituras para a mudança desse quadro. Municipalizar as ações significa estruturar órgãos e dividir responsabilidade pelo planejamento, operação, sinalização e fiscalização”, completa João Veiga.