Ceclin
out 12, 2010 2 Comentários


Leitores do Blog dão empate técnico à posição de Marina

Apoiar Dilma
  106 (42%)
 
Apoiar Serra
  107 (43%)
 
Não apoiar ninguém
  34 (13%)
 


Votos até o momento: 247 


QUAL DEVE SER A POSIÇÃO DE MARINA (PV) NO 2º TURNO?

Os leitores do Blog se dividiram quanto qual deva ser a posição de Marina Silva (PV) na eleição presidencial do 2º Turno, próximo dia 31 de outubro. Serra ganhou a preferência por uma diferença de apenas 1 voto.

Não deve estar sendo nada fácil para a ex-candidata à Presidência Marina Silva colocar o PV no seu rumo. Simplesmente porque Marina e PV não falam a mesma língua. As fortes discordâncias de correntes com voz ativa no Partido Verde se chocam com a senadora, em cada soletrar de vogal da reza que ela segue. 

Marina prega um debate programático em torno da posição do PV no 2º turno da sucessão presidencial. O PV reza sobre a antiga cartilha pragmática das negociações que costuram e descosturam as alianças no Brasil. 
Não vai ser fácil um entendimento. A verde impõe amarras a um partido que, preservada a bandeira do meio ambiente, vive por aí, livremente, fechando acordos que o têm colocado como um apêndice de várias legendas e de diferentes ideologias (se é que ainda temos uma pra viver!).

No maior colégio eleitoral do País, São Paulo, o PV é tucano. E Democrata, por tabela, pois a aliança PSDB-DEM por lá é bem consolidada. Em Minas Gerais, 2º maior colégio eleitoral, o PV é tucano fechado numa aliança com o comandante-mor da legenda (quiçá da política no Estado), o senador eleito Aécio Neves. Em Brasília, o PV recua muitos passos e cai no colo do PT. Ou seja, essa discussão programática que Marina Silva pretende implementar só atrapalha. Por isso o forte movimento que cresce no PV de antecipar para a próxima segunda a decisão de quem apoiará no 2º turno. Mas o PV não fará a diferença no palanque que subir porque é igual aos outros. Preservada, claro, a militância ambiental que ainda sobrevive no partido.

Marina e PV não falam a mesma língua. E do jeito que vai, o Partido Verde, assim como o PT, ficará pequeno e desconfortável demais para a Marina Silva que saiu nas urnas.