• Ceclin
mar 29, 2019 0 Comentário


Lei institui a Semana da Literatura e Feira Literária em Moreno

O vereador Mozart Bruno é o autor do projeto que instituiu a Semana da Literatura. Foto: Divulgação

O vereador Mozart Bruno é o autor do projeto que instituiu a Semana da Literatura. Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (29.03), o prefeito Vavá Rufino (PTB) sancionou a Lei que Institui a Semana da Literatura e a Feira Literária Independente da cidade do Moreno. A medida tem o objetivo de democratizar o acesso à literatura e à cultura em seus mais diversos aspectos. A solenidade aconteceu no gabinete do prefeito.

Estiveram presentes na solenidade o vereador e autor do projeto de lei, Mozart Bruno, o presidente da Academia Morenense de Letras e Artes (AMLA), João Pereira, o presidente e os membros da Editora Ser Poeta, além do secretários Luiz Galdino (Eventos, Cultura e Esportes), Marcelo André (Governo), a superintendente de Educação, Katia Carneiro, que representou a secretária da pasta, Ana Selma dos Santos, e a escritora morenense Maria Felix Carneiro.

O prefeito Vavá Rufino citou a importância de se preservar o patrimônio literário, bibliográfico e documental do município. “É fundamental que a gente busque preservar o acervo histórico morenense, que a gente possa incentivar o surgimento de novos escritores, teremos em breve um equipamento que vai acrescentar muito nessa área do município, a Estação da Cultura” disse o prefeito.

O vereador Mozart Bruno, autor do projeto que instituiu a Semana da Literatura, falou do sentimento em colocar o assunto na pauta do Poder Legislativo. “Ouvi muitos agradecimentos da parte de vocês, mas na realidade eu é que tenho que agradecer a oportunidade de ter colocado esse projeto para votação. O projeto também já vinha sendo articulado pela gestão, através da secretaria Vera Leticia. Acho que com esse aporte do poder público podemos avançar ainda mais e transformar Moreno em uma cidade literária”, disse Mozart.

Na ocasião, o presidente da Academia Morenense de Letras e Artes, João Pereira, ressaltou que a academia se sente motivada a atuar com efetividade no movimento literário em Moreno. “A Academia está disposta a iniciar uma nova forma de atuação, ela já existe há 4 anos e quem esteve à frente da entidade durante esse período desenvolveu um grande trabalho de afirmação enquanto instituição, e agora iniciamos o segundo passo que é atuar efetivamente no movimento literário de Moreno”, afirmou João.