Ceclin
abr 15, 2009 1 Comentário


Legado singular

por Isaltino Nascimento

Há pessoas com capacidade singular de marcar a existência. Carlos Wilson é uma delas. Partiu deixando um rico legado. Não apenas para os que com ele conviveram, mas para a história política de nosso País.
Hábil no dialogar, demonstrou na prática o quanto é importante ponderar e ser racional, na vida pública e em todas as esferas da convivência humana. Isso o fez transcender e se diferenciar nos espaços que ocupou ao longo de seus 35 anos de vida pública.
O exercício nos cargos públicos que ocupou foi pontuado por gestos de grandeza, característicos de um homem que sabia conviver com as diferenças. Assim, projetou-se além Pernambuco, participando intensamente da política nacional. Sintonizado com as aspirações de um novo tempo para a vida partidária brasileira, da América Latina e dos países que nunca foram protagonistas do cenário mundial, soube compreender as aspirações do nosso Partido dos Trabalhadores (PT) e abraçar este projeto. Figura de destaque no apoio ao presidente Lula, de quem se tornou amigo e conselheiro, sabia da importância de uma nova condução de rota para a população brasileira e também para os governos de esquerda do mundo, colaborando com ideias e ações.

Não é à toa que, no seu adeus, foi referenciado por figuras dos mais variados matizes político. Fruto do carinho e respeito conquistados em função de sua capacidade, firmeza e forma cordata de lidar com os demais. Independente de suas posições políticas. Orgulho para aqueles nos quais deixou saudades, familiares, amigos, admiradores. Por manter até o último dia a grandeza de quem vive na permanente busca por um bem coletivo maior.

por Isaltino Nascimento,
deputado estadual pelo PT e líder do governo na Assembleia Legislativa, escreve para o Blog todas às terças-feiras.


LEIA MAIS: Charles Lucena toma posse na Câmara