• Ceclin
ago 11, 2009 3 Comentários


Kraft construirá fábrica em Vitória

Publicado em 11.08.2009

Nova unidade receberá R$ 100 milhões em investimentos e produzirá chocolates da marca Lacta e refrescos Tang. Meta é operar unidade já em 2011

O município da Vitória de Santo Antão, a 51 quilômetros de Recife, receberá a nova planta industrial da Kraft Foods Brasil no País. Serão investidos R$ 100 milhões na unidade que produzirá chocolates da marca Lacta e refrescos em pó Tang. Essa será a primeira fábrica do grupo em solo brasileiro a produzir de maneira mista esses dois tipos de produtos.
De acordo com as expectativas da empresa, as obras deverão começar o mais rápido possível, em até dois meses, para cumprir a perspectiva de inaugurar o empreendimento no primeiro semestre de 2011. Será ocupada uma área de 300 mil metros quadrados. Ao todo, serão gerados cerca de 600 empregos diretos, com preferência para a mão de obra local, afirmou o presidente da Kraft Foods no Brasil, Mark Clouse.

As negociações para implantação da fábrica em Vitória foram rápidas, destacaram os diretores da empresa e representantes do governo estadual. Preponderou o fornecimento de gás canalizado, principal insumo operacional, proximidade com possíveis fornecedores (especialmente, açúcar), a vocação que começa a se desenhar na cidade para abrigar indústrias alimentícias, e a localização geográfica do município, favorável para os planos de distribuição da empresa. Afinal, a planta será responsável por aumentar a participação do grupo no Norte e Nordeste – ambas regiões respondem por cerca de 10% do faturamento nacional da Kraft Foods.

“Nosso planejamento é crescer dois dígitos no Brasil em 2009 e queremos ver o Nordeste muito acima disso”, comentou o presidente. “Mas devido a flexibilidade da fábrica, Pernambuco nos dará oportunidade de atender também o Sul do País”, frisou Clouse. Foram sondadas ainda cidades como Gravatá, Bezerros, Caruaru e São Lourenço da Mata.

Outro fator preponderante para que a Kraft desse o ponto final nas conversas que culminaram com a assinatura ontem do protocolo de intenções com o governo do Estado, foi a presença do grupo em Pernambuco desde 2005, através de um escritório regional e de um Centro de Distribuição (CD) terceirizado em Ipojuca. Esse CD, inclusive, está passando por um processo de ampliação.

A fábrica de Vitória será instalada em um terreno cedido pelo governo estadual, localizado no distrito industrial que começa a tomar forma na cidade. O trâmite para liberação da área está próximo do fim, garantiu o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Jenner Guimarães.
Além disso, a Kraft ganhou isonomia com a Sadia no benefício fiscal, tendo isenção de 90% no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “Estamos mostrando que não somos parte do problema, e sim parte da solução”, finalizou o governador Eduardo Campos.

Mesmo sem revelar qual será a capacidade de produção, Clouse confirmou que a área que abrigará a unidade pernambucana chega a ser maior do que a de Curitiba, onde fica a sede do grupo e centros de pesquisa e desenvolvimento que formam um complexo industrial que demandou U$ 150 milhões em aportes. A Kraft Foods Brasil é subsidiária da americana Kraft Foods Global Brands, LLC., uma das maiores empresas de alimentos do mundo, com receita global de U$ 40 bilhões em 2008. O faturamento bruto da empresa no Brasil foi R$ 4 bilhões ano passado. A Kraft emprega cerca de sete mil brasileiros em suas cinco fábricas espalhadas por três estados.
(Jornal do Commercio).

MATÉRIAS VINCULADAS