Ceclin
set 25, 2008 9 Comentários


Justiça Eleitoral local adota medidas

Dr. Uraquitan: Juiz proibiu bandeiras nas residências.
Em Audiência realizada na última terça-feira (23) na Sede do Ministério Público da Vitória de Santo Antão entre o Juiz e a Procuradoria Eleitoral, órgãos policiais, representantes de coligações e os quatro candidatos a Prefeitura Municipal acabou resultando em fechamentos de acordos de condutas no processo eleitoral.
Entre as medidas tomadas, de acordo com entrevista concedida ao Programa A Voz da Vitória pelo Dr. Uraquitan Santos, Juiz da 18ª Zona Eleitoral do Município, que contou ainda nesta Audiência com a presença da Dra. Joana Cavalcanti da Promotoria Eleitoral, a medida se fazia necessária em razão do grau de violência que começou a ficar evidente no processo eleitoral no Município.

Além dos ataques verbais e físicos decorrentes de carreatas, comícios e caminhadas trocadas entre os militantes das duas principais candidaturas a prefeito, notas em carros de som envolvendo nomes de pessoas da sociedade que não são candidatos, houve ainda as trocas de tapas entre os dois parlamentares no último sábado em decorrência de bandeiras de campanha.
Preocupado com estes incidentes, a Justiça Eleitoral definiu que as atividades de campanha serão acertadas antecipadamente. Foram fechados dias, horários alternados para a realização de atividades grandes de campanha entre os quatro candidatos a prefeito. Nesta reunião estiveram presentes Demétrius Lisboa (PSB), Elias Lira (DEM), Cristiano Pilako (PTB) e Gilvan Contador (PDT), além da presença do ex-prefeito José Aglaílson (PSB) que é candidato a vereador.

Foi ordenado também o uso para campanha da Av. Mariana Amália (no centro da cidade). Ficou determinado que as caminhadas dos candidatos não podem se cruzar de forma nenhuma, o qual estas atividades devem acontecer em pontos extremos da cidade de modo alternado entre os candidatos. E contarão com reforço policial.

A decisão mais contundente deste encontro foi a retirada de todas as bandeiras amarelas, verdes e vermelhas dos dois principais candidatos a prefeito. Suspeitando que está havendo compra de votos em troca da afixação destas bandeiras nos telhados das residências, o Juiz Eleitoral entendeu que este tipo de propaganda tem ocasionado desavenças políticas sérias na cidade. Diante do exposto, foi determinado que até o próximo sábado (27) os candidatos DEDÉ e Elias Lira mandem retirar todas as bandeiras de todas as casas da Vitória de Sto. Antão que as tenham.
Está proibido, inclusive, portar bandeira com mastro no dia da eleição. O uso deste tipo de material só poderá ser usado sem portar outro acessório, a fim de evitar que estas sejam usadas como armas no dia 05 de outubro.
Dentre outras pequenas decisões tomadas na Reunião, o Juiz Eleitoral prestou esclarecimentos acerca das dúvidas mais comuns dos eleitores no dia da Eleição Municipal.
Quem concedeu entrevista também foi o Coronel Souza do 21º BPM que declarou que solicitou reforço policial, inclusive do serviço de inteligência e especializada da PM, para garantir que o cidadão vitoriense exerça a democracia e vote com tranquilidade.

por Lissandro Nascimento.