Ceclin
Maio 28, 2021 0 Comentário


Em Junho: II Festival de Ópera de Pernambuco

O belo “Palácio do Comércio”, sediado no Marco Zero, será palco para as gravações de todo o Festival. Fotos: Divulgação

Na primeira semana de junho, volta ao ar o Festival de Ópera de Pernambuco (FOPE) virtual. Nesta sua segunda edição, o grande homenageado será Mozart, um dos maiores compositores da música clássica ocidental de todos os tempos e grande operista cujo aniversário de 230 anos de morte será no dia 5 de dezembro deste ano. Cinco das mais famosas óperas deste emblemático compositor foram escolhidas para essa homenagem e serão gravadas e disponibilizadas para o público através do Youtube.

Viabilizado graças ao incentivo da Lei Aldir Blanc e por meio da Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, o II Festival de Ópera de Pernambuco é uma realização da Gárgula Produções, juntamente com a Academia de Ópera e Repertório da UFPE (AOR) e Sinfonieta UFPE, grupos de extensão da UFPE criados em 2016 pelo maestro Wendell Kettle, também professor do Departamento de Música da UFPE e Diretor Artístico do festival. Fazem parte ainda da equipe de direção o cenógrafo e figurinista Marcondes Lima, que assina a Direção de Artes Visuais, e a cantora lírica e produtora cultural Jéssica Soares, Diretora Executiva do evento.

A Associação Comercial de Pernambuco (ACP) nesta edição é a uma das principais parceiras, disponibilizando o belo “Palácio do Comércio”, sediado no Marco Zero, para as gravações de todo o festival.

“Mesmo nesse momento difícil que atravessamos, a ópera, enquanto manifestação artística plural, se fará presente ao público pernambucano através dessa versão virtual que temos preparado com muito carinho e dedicação. O fascínio e a fruição estética que as óperas de Mozart têm nos proporcionado durante todo o período de preparação desse festival é o que queremos transmitir ao nosso público”, diz Wendell Kettle sobre a iniciativa, lembrando que “Todos – equipe de direção, criação, produção, cantores, instrumentistas de orquestra – estão imbuídos do melhor “ ”fazer artístico”” para que esse seja mais um evento em prol do desenvolvimento da ópera em nosso Estado e da confirmação do nosso Festival pernambucano como um evento representativo da ópera em nosso País”.

Novidades

O FOPE trará duas novidades nesta edição virtual, realizando sorteios de livros e de aulas de canto, (popular/erudito). Tudo a partir de parcerias firmadas com as Livrarias “Musimed” e “Imperatriz”, e com os professores-cantores integrantes da Academia de Ópera de Pernambuco da UFPE. Os sorteios serão realizados no Instagram do Festival: @festivaloperape, durante a semana de lançamentos dos vídeos.

O II Festival de Ópera de Pernambuco contará com cinco atrações: as montagens de duas Óperas – Cosi Fan Tutte e O Empresário (ambas acompanhadas pela formação camerística da Sinfonieta UFPE) – e de três Galas Líricas das óperas Bodas de Fígaro, Don Giovanni e A Flauta Mágica (acompanhados de piano). Galas Líricas são trechos de ópera acompanhados por um piano. Elas serão em solo, duos e ensembles.

Toda a equipe artística e técnica envolvida nesta edição do Festival é formada por pernambucanos ou radicados no estado, fomentando, oportunizando, fortalecendo e dando reconhecimento aos profissionais locais.

Lançamentos

Como o festival será virtual, durante o mês de junho, será lançada uma produção por semana (todas as terças, às 20h) no canal do Festival, que pode ser acessado pelo link: https://linktr.ee/festivaldeoperadepernambuco.

Datas:

01/06 – Gala Lírica – As Bodas de Fígaro

08/06 – Gala Lírica – Don Giovanni 

15/06 – Gala Lírica – A Flauta Mágica

22/06 – O Empresário

29/06 – Così fan Tutte

Incentivo à cultura operística 

A produção do Festival pretende, também, usar seu espaço nas redes sociais, em especial no Instagram, para tirar dúvidas sobre ópera e música clássica. A ideia é desmistificar a linguagem e estimular o amor e o conhecimento desta arte que vem se expandindo em Pernambuco, mas que já conta com um público potencial bastante expressivo.

“O público brasileiro em geral tem muitas dúvidas sobre ópera e nosso projeto também se dedica a esclarecê-las, pois alguns temas são comuns de serem confundidos, como por exemplo diferenças entre um concerto sinfônico, como Carmina Burana e uma montagem operística, um recital de canto lírico e uma ópera, por isso convidamos quem tiver alguma pergunta que as faça no nosso Instagram, será um prazer respondê-las!”, afirma Jéssica Soares, Diretora Executiva do evento e cantora lírica.

Ingressos espontâneos 

Como evento virtual e sem a cobrança de ingressos, o II Festival de Ópera de Pernambuco permitirá que o público contribua com os valores que julgar compatíveis através do PIX: 17542197000193 da Gárgula Produções – CAIXA. Mais uma inovação que os tempos de pandemia trouxe para apresentações que seriam em espaços hoje fechados.