Ceclin
set 15, 2009 1 Comentário


JOVENS MONITORAM A POLUIÇÃO DO RIO TAPACURÁ

Nesta quarta-feira (16) a equipe do projeto Reflorestágua, da Sociedade Nordestina de Ecologia (SNE), realiza uma atividade especial com cerca de 65 alunos e professores de escolas dos municípios de Pombos, Vitória, Moreno e Chã Grande. É que a ONG completa mais um cliclo de campanhas de monitoramento participativo da qualidade da água, feito em pontos estratégicos do rio Tapacurá

O coordenador da iniciativa, Paulo Tadeu Gusmão, explica que o trabalho envolve estudantes de 10 a 18 anos, além dos professores, e vem sendo desenvolvido, nesta segunda fase do Reflorestágua, desde setembro do ano passado. “As informações obtidas pelos jovens em campo, onde eles constataram na prática o grau de poluição do rio, continuarão sendo discutidas nas escolas. O que vamos fazer é uma culminância da experiência das campanhas, com a avaliação do que vem sendo pesquisado pelos alunos”.

A atividade começa às 8h, quando os participantes se deslocarão para os 10 pontos ao longo do rio para fazer coletas de água e observar o estado de conservação do ambiente.

Dessa vez, as equipes vão realizar a atividade nos municípios vizinhos. Ao final da pesquisa de campo, os participantes se reúnem no espaço PETI, em Pombos, para juntos realizarem os testes de medição do nível de poluição da água. “Com esse encontro, também queremos proporcionar um maior intercâmbio entre as escolas e os estudantes de diferentes municípios da bacia do Tapacurá, além de compartilhar as informações e fazer uma reflexão de tudo o que foi constatado e trabalhado nos últimos doze meses”, explica Gusmão.