Ceclin
set 25, 2013 0 Comentário


Joaquim não tem sequer a quem trair, responde o prefeito de Gravatá

Blog Inaldo Sampaio

Por meio do seu secretário de governo, Marcos Paiva, o prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB), revidou a crítica do seu antecessor, Joaquim Neto (PSDB), divulgada neste Blog, segundo a qual nas próximas eleições teria que escolher a quem trair: Eduardo Campos (PSB) ou o senador Armando Monteiro (PTB).

Segundo Marcos Paiva, a trajetória política do prefeito “sempre foi de fidelidade, ao contrário do ex-prefeito Joaquim Neto, que foi desleal com os que lhe acompanharam e, por isso, agora se encontra agonizando, isolado, sem ter sequer a quem trair”.

Joaquim foi vice-prefeito do pai de Bruno, Sebastião Martiniano Lins, na eleição do ano 2000, mas depois brigaram. Hoje, ele e o atual prefeito são adversários políticos.

Confira o que disse Joaquim Neto clicando AQUI.