Ceclin
Maio 27, 2021 0 Comentário


Joaquim Nabuco: Iterpe discute ações do Propriedade Legal

As demandas das famílias rurais do assentamento Cachoeira Furada, localizado no Município de Joaquim Nabuco, na Mata Sul, foram discutidas durante reunião realizada junto com o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Henrique Queiroz, na terça-feira (25.05). O objetivo da reunião foi escutar a população rural para promover as ações do Propriedade Legal no assentamento.

“O Propriedade Legal é um programa do Governo do Estado de Pernambuco, que através do Iterpe, beneficia as famílias de trabalhadores rurais com o título de acesso legal à terra”, explicou Henrique Queiroz durante a reunião realizada no assentamento.

O trabalho do Iterpe, nos assentamentos, é realizado através de um conjunto de ações de reordenamento agrário que englobam a identificação e cadastramento das terras e das famílias; medição; análise jurídica dos documentos e emissão dos títulos. A partir dos títulos em mãos, as famílias de agricultores têm chance de acessar outras políticas públicas que visam o desenvolvimento e escoamento da produção.

A reunião contou com a participação do gerente de Assentamentos do Iterpe, Marco Dubeux; o assessor de Projetos e Programas do Iterpe, Cleodon Ricardo; a técnica social do Iterpe, Betânia Coelho; o empreendedor do Município, Braz Neto; e a presidente da associação de Cachoeira Furada, Elis Virgínia.

Assentamento Cuiabá 

Na terça-feira (25.05), a equipe do Iterpe anunciou a implementação das ações do Propriedade Legal no assentamento Cuiabá, localizado no Município de Joaquim Nabuco. O anúncio foi realizado pelo presidente do Iterpe, Henrique Queiroz, durante reunião com as lideranças do assentamento, com o objetivo de implementar o programa junto com o apoio da associação Cuiabá.

“O nosso objetivo é garantir que as famílias rurais tenham liberdade e segurança jurídica para permanecer na terra. A conquista do título em mãos representa viver na propriedade com dignidade e chance de acessar outras políticas públicas”, explicou Henrique Queiroz, acompanhado do deputado Henrique Queiroz Filho; o presidente da associação de Cuiabá, José Domingos; o vice-presidente da associação, Gliumário; e uma das lideranças da comunidade, Vaninha da Oficina.