Ceclin
mar 15, 2012 0 Comentário


João é João e Costa é Costa?

Durante o período eleitoral no ano de 2008, a maioria dos eleitores recifenses desconhecia o atual prefeito, embora fosse detentor de um mandato de deputado estadual.

Em recente entrevista, o deputado João Paulo afirmou na TV que o candidato a sua sucessão, se dependesse do ex-presidente Lula, seria o atual senador do PT por Pernambuco. Mas, segundo o ex-prefeito, o líder-mor do partido o deixou à vontade para comandar a sucessão. Foi justamente por se sentir livre para indicar o nome de quem iria disputar a eleição, que apresentou o atual chefe do poder executivo municipal, utilizando o slogan João é João. Mas como a política é a arte do impossível, contrariando as expectativas, em pouco tempo ocorreu um visível rompimento entre o padrinho e o afilhado político. E os motivos são vários, onde cada um tenta justificar que não foi o responsável pelo cisma.

Não há como negar a existência de uma insegurança no que tange ao candidato à prefeitura da Cidade do Recife, não foi em vão a declaração do senador do PT, através dos meios de comunicação, de que existe um olhar especial com a Veneza brasileira. Como até o momento segundo as pesquisas, o atual prefeito não consegue deslanchar a sua administração, um pandemônio se instalou na base governista.

Já que o cenário não é dos melhores, especula-se a possibilidade do prefeito não disputar à re-eleição, surgindo como um dos possíveis nomes o do senador Humberto Costa. Caso seja concretizada a candidatura do mesmo, é possível que o slogan seja o seguinte: Costa é Costa.

 

por Helly Ferreira

Cientista Político