• Ceclin
mai 20, 2019 0 Comentário


Jarbas Dourado se afasta do governo Aglailson Júnior

Jarbas Dourado

Por Lissandro Nascimento 

Fiel escudeiro de Aglailson Júnior desde o tempo em que ele exerceu o primeiro mandato como deputado estadual e tarefeiro permanente das hostes do PSB vitoriense, o Secretário de Educação da Prefeitura da Vitória de Santo Antão, Jarbas Dourado, pediu, dias atrás, exoneração do cargo.

Segundo a liderança do Governo na Câmara Municipal anunciada durante a sessão da última sexta-feira (17/5), Jarbas pediu demissão alegando motivos pessoais. Contudo, conforme informações de alguns servidores da Educação, a gota d’água foi um forte desentendimento na equipe de comando da pasta. Os problemas no setor de Educação têm sido um dos principais fatores da fraca administração do prefeito Aglailson Júnior (PSB). Os problemas se avolumaram diante de alguns períodos de afastamento de Jarbas Dourado por questões de saúde. Todavia, já é de conhecimento público que os Secretários reclamam da falta de autonomia e do pouco diálogo que tem o prefeito com seu staff, reforçando o estigma de que a gestão é estática, além de praticar a mesmice política dos governos de Vitória.

Com vasta experiência na Educação, tendo já conduzido a Gerência Regional de Educação (GRE Vitória), tudo indica que hoje os valores são outros, levando a crer que o professor Jarbas Dourado foi escanteado pelos Queralvares. Enquanto isso sobra problemas para Aglailson com quase dez escolas sem aulas, algumas devido a obras sem qualquer planejamento prévio, falta de professores, merenda com pouca qualidade, indíces de avaliação de ensino vergonhosos, salas de aulas sem ventilação, ausências de material escolar e fardamento.

Substituta do titular, a secretária Executiva Ione Ferro assume temporariamente a condução da Secretaria aguardando o gestor anunciar nos próximos dias o novo nome. Especula-se que quem deve assumir é o ex-secretário de Educação de Jaboatão dos Guararapes, o vitoriense Manoel Álvares de Alencar.

A saída de Jarbas se soma a outras alterações ocorridas no secretariado de Aglailson Júnior desde o início do seu governo em 2017. A primeira grande perda se deu com a pressão do Ministério Público procurando inibir o nepotismo no governo. A saída de Adriana Queralvares, irmã do prefeito, do setor da Saúde, foi um duro golpe. Ela foi substituída por Teresa Cristina Priori.

Outra substituição que ainda causa estranheza política é da Secretaria Municipal de Governo e Articulação Política. Lívio Amorim, que se apresenta publicamente como Secretário de Governo, não integra a folha salarial da Prefeitura e nem o da Câmara de Vitória, segundo dados oficiais. No entanto, quem oficialmente responde pela pasta é a ilustre desconhecida Ana Cláudia Araújo de Melo.  Essa substituição não impede Amorim ter livre acesso e ‘prestar serviços’ aos gabinetes da Prefeitura e da Câmara.

LIVRE ACESSO - Livio Amorim (centro) ‘prestar serviços’ aos gabinetes da Prefeitura e da Câmara sem pertencer oficialmente aos dois Poderes

LIVRE ACESSO – Lívio Amorim (centro) ‘presta serviços’ aos gabinetes da Prefeitura e da Câmara sem pertencer oficialmente aos dois Poderes

Em 2018, o prefeito Aglailson Júnior pediu a Câmara para reformular algumas das 14 secretarias. A de Serviços Públicos que era comandada pelo então vice-prefeito Severino Barros Moura, conhecido por Biu da Morepe, que compôs a chapa de José Aglaílson no seu primeiro mandato no Executivo (2000 a 2004), foi transformada em Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, nomeando como titular desta o senhor Rogério Canêjo.

Por sua vez, Biu da Morepe assumiu a Secretaria de Administração que acabou separada de Finanças. Hoje o Secretário de Finanças é o André Luís Tenório Cruz. A então Josefa Passos foi a primeira titular de Administração e Finanças, sendo afastada pelo atual prefeito ano passado.

Outras duas alterações se deram em pastas irmanadas. Foi nomeada para a nova Secretaria de Gestão de Pessoas a senhora Danielle de Araújo Álvares. Outra pasta turbinada pela atual gestão foi a de Planejamento, Orçamento e Gestão, a qual dispõe Vera Lúcia Sarmento como titular.