Ceclin
nov 23, 2009 6 Comentários


Jaílton é reeleito presidente do PT na eleição mais cara do partido em Vitória

O Processo de Eleição Direta (PED) do Partido dos Trabalhadores – PT da Vitória de Santo Antão agitou nesse domingo (22) o Plenário da Câmara de Vereadores, que se estendeu até o final da noite, pelo qual foram apurados 780 votos.


Estavam aptos a votar cerca de 1.300 filiados ao partido na cidade, o triplo de filiados do último PED 2008 quando o partido não ultrapassava 400 filiados. A eleição para o Diretório foi disputada por três chapas, porém apenas duas concorriam à presidência do PT vitoriense.

Reeleito, Jaílton Albuquerque obteve 485 votos, totalizando 66,5% dos filiados que compareceram e pagaram sua mensalidade partidária. Em contraposição, Nalva do Sindicato Rural que obteve 246 votos, deverá negociar com a tendência de Jaílton Albuquerque espaços na executiva municipal, tendo em vista que as chapas dividem o diretório de acordo com o percentual de votos obtidos, ou seja, pelo critério da proporcionalidade.


Era visível ao público que acompanhou a votação a mega estrutura de campanha que foi montada. Desde a locomoção de filiados até “agrados” aos que chegavam para votar. Para um militante que não quis se identificar “O Jaílton ganhou mas não levou”, pois segundo ele, “não houve vitória política e o partido sai enfraquecido deste processo”.


A chapa liderada por Nalva do Sindicato – A CARA DOS TRABALHADORES – obteve 101 votos; já a chapa defendida por Jaílton Albuquerque – o PARTIDO QUE MUDA O BRASIL – conseguiu 461 votos. A terceira que concorreu ao Diretório, mas não apresentou candidato a presidência, foi a tendência liderada pelo Pedagogo Sebastião Baixinha – SOCIALISTA DEMOCRATICO E SOLIDÁRIO – contabilizando 131 votos válidos.


Vitorioso com uma diferença de 239 votos, Jaílton do Palácio dos Alimentos renova a presidência do partido local garantindo também um bom resultado para o seu candidato a presidência estadual – Jorge Peres – que obteve em Vitória 448 votos – para o seu concorrente principal em Pernambuco, o Dep. Federal Fernando Ferro, obteve dos militantes petistas em Vitória 226 votos.


A Polícia Militar teve que conter os ânimos exaltados de alguns militantes. A PM foi acionada sob o olhar do vereador Mano Holanda (PMDB), presidente da Câmara Municipal. Tudo por conta de não ser mais permitida a entrada dos retardatários que insistiam votar após o encerramento às 17 horas.
Neste momento, Sebastião Baixinha ameaçou dirigir-se a Delegacia Municipal para prestar queixa alegando ter sido agredido nos portões da Casa Diogo de Braga, gerando um tumulto que impediu iniciar o processo de apuração.

Apurado os votos já no final da noite de domingo, pode-se perceber a ausência de debates entre os militantes e a disputa ser estigmatizada “na base do voto”, em um processo interno que aparentemente deixarão marcas para a condução do partido na cidade. O PED do PT não agrega, só reforça ainda mais a sua divisão.


Detalhes: PT realiza eleições no próximo domingo

por Lissandro Nascimento.