Ceclin
jun 23, 2021 0 Comentário


Iterpe e associação do Assentamento Galiléia assinam Acordo de Cooperação Técnica com vistas à entrega de títulos do Propriedade Legal

Em mais uma ação com vistas à execução do Programa Propriedade Legal, conforme determinação do Governo do Estado, o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iterpe), Henrique Queiroz, formalizou Acordo de Cooperação Técnica com objetivo de beneficiar inúmeras famílias rurais pernambucanas.  Desta vez, o documento foi assinado junto ao presidente da associação do Assentamento Galiléia, Manoel Júnior, que foi recebido pelo gestor do órgão em seu gabinete.

No último final de semana, Henrique Queiroz esteve pessoalmente no assentamento, localizado em Vitória de Santo Antão, quando foram iniciadas as tratativas para assinatura do referido acordo. “Galiléia é o berço das ligas camponesas no Estado. Viemos prestar o nosso apoio ao pleito da associação, para que o Iterpe interceda junto ao governador Paulo Câmara sobre o Programa Propriedade Legal, entregando os títulos de acesso à terra para melhorar a vida dos pequenos agricultores e agricultoras da localidade”, pontuou o presidente do Iterpe.

Galiléia é um assentamento estadual acompanhado pelo Iterpe, reconhecido na história do Brasil e da América Latina como marco para a reforma agrária iniciado no Nordeste que contribuiu na ascensão do movimento popular das Ligas Camponesas, responsável por reestruturar uma nova postura política em prol da melhoria das condições de vida no campo no País. Localizado numa área com mais de 500 hectares, é considerado o primeiro assentamento da América Latina.