Ceclin
nov 13, 2020 0 Comentário


Irmã Mograciana, candidata a vereadora PTB, cobrará ações efetivas para a periferia de Vitória

Por Lissandro Nascimento

As mulheres na política marcam grande espaço nos embates eleitorais deste pleito 2020 em Vitória de Santo Antão. Um nome feminino destacado na chapa de candidatos a vereador do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) é o de Mograciana Maria Santos de Freitas, de 26 anos, nascida na cidade de Moreno e radicada desde os 09 anos de idade em Vitória. Conhecida como Irmã Mograciana, ela atua politicamente com maior ênfase nos Bairros Vista Bela, Belo Horizonte, Lídia Queiroz, Tancredo Neves, Loteamentos Tropical e Real Vitória, além do Sítio do Meio e Área Verde.  Integrante da Igreja Assembleia de Deus, a evangélica é entusiasta para que haja uma maior participação da mulher na política. ”Lugar de mulher é aonde ela quiser! É necessário superar o machismo na sociedade e na política. Sou uma mulher cristã e verdadeira, com coragem para contribuir e ampliar o espaço da mulher no Legislativo, fazendo um mandato para que de fato as mudanças almejadas por todos sejam efetivadas em Vitória”, salientou a candidata durante entrevista ao Blog vitoriense do Cristiano Pilako.

De uma família evangélica, Irmã Mograciana é casada e mãe de um filho. Ela integra o grupo político do Professor Edmo Neves, presidente municipal do PTB, pelo qual é candidato a vice-prefeito ao lado de Paulo Roberto (MDB). Com propostas para atuar no Legislativo em várias áreas, ela garantiu que vai cobrar das autoridades, sobretudo do Poder Executivo, melhorias nas condições de vida das comunidades desassistidas pelas ações do Poder Público.

“Defendo que a política pratique a inovação para beneficiar os interesses coletivos. Sou nova nesse desafio eleitoral, porém estou entusiasmada com o abraço das pessoas à nossa candidatura para termos uma vereadora com garra em Vitória”, crivou a Irmã Mograciana. A candidata se compromete fiscalizar como vai está sendo feito a utilização do dinheiro público na prefeitura local, quando proporá ações efetivas a fim de contemplar com serviços públicos de qualidade aqueles cidadãos que moram distante do centro urbano.

Mograciana considera que tanto as gestões atuais da Câmara e da Prefeitura não atendem adequadamente os apelos da população quando se trata das obrigações da prefeitura nos bairros. “A bem da verdade grande parte dos nossos atuais representantes políticos em Vitória não honraram os votos que receberam na eleição passada. De fato não fizeram nada relevante para minimizar os problemas urbanos do nosso Município”, contestou.

A jovem candidata pretende defender, caso seja eleita, a construção de Postos Saúde da Família (PSF) nos bairros vitorienses que ainda não dispõem deste serviço do Sistema Único de Saúde (SUS). Outro foco de trabalho do seu futuro mandato é articular e cobrar no Orçamento Público a adequada pavimentação das ruas e o saneamento, sobretudo na periferia da cidade, além de dotar essas áreas desassistidas, com praças e espaços de lazer voltados ao público infanto-juvenil.

Com recursos próprios e parcerias com entidades religiosas, a Irmã Mograciana pretende ampliar o trabalho de assistência social e adquirir veículos para ajudar as pessoas mais carentes a terem acesso a serviços públicos que requer maior urgência em atendimento.

A postulante defende que o próximo prefeito tenha ações voltadas a geração de emprego e renda. “Os únicos que têm condições de implantar qualificação de mão de obra são os educadores Paulo Roberto e Edmo Neves na prefeitura. Acredito que nosso mandato será parceiro destes homens para que possamos criar condições de ofertar cursos profissionalizantes. Farei isso na prática, sobretudo atendendo aos apelos dos jovens desempregados da nossa cidade, além de cobrar à implantação de uma casa de recuperação às pessoas dependentes químicas. De fato, a melhor obra social é trazer empregos e oportunidades”, prometeu ela.

“É preciso dizer ao eleitor vitoriense que Vitória está esquecida e mal cuidada com essa atual gestão! Há uma revolta natural das pessoas diante do cansaço da prática da velha política, sobretudo da irresponsável compra do voto, mas isso vem evoluindo e despertando em todos o quanto o voto é fundamental para o nosso dia-a-dia. Por isso precisamos de representantes que se comprometam para uma melhor prestação de verdadeiras políticas públicas. Acreditando e se comprometendo com isso é que disponho meu nome para a Câmara Municipal”, declarou Irmã Mograciana.