• Ceclin
nov 22, 2010 0 Comentário


Interior recebe verbas do PAC

Até o final do primeiro semestre de 2011, 46 municípios pernambucanos devem receber, do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), doações de máquinas retroescavadeiras ou motoniveladoras que vão atuar na recuperação de estradas para escoamento da produção e circulação de bens em municípios.
A relação dos municípios contemplados com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2) foi divulgada este mês. Em todo o País, 1.300 prefeituras vão receber o maquinário.

Foram mais de 4.200 propostas de municípios que se inscreveram para participar desta etapa do programa. Inicialmente, estava prevista a seleção de mil entidades, mas, diante da demanda, decidiu-se ampliar os contemplados para 1.300. “A nossa preocupação foi com a melhoria do escoamento da produção e com a circulação das pessoas. Devido a condições precárias, essa dificuldade de acesso até um centro consumidor causa prejuízos enormes ao pequeno produtor”, pondera Marcelo Cardona Rocha, um dos coordenadores do PAC 2 no MDA.

Ainda de acordo com ele, para esta etapa está sendo destinada uma quantia de R$ 270 milhões, que vão resultar na entrega de 1.274 retroescavadeiras e 13 motoniveladoras aos municípios selecionados. Atualmente, o MDA está encaminhando o processo licitatório para a aquisição das máquinas que serão doadas. Esta etapa deve ser concluída até o final deste ano.
Estão previstos ainda investimentos na ordem de R$ 630 milhões que serão aplicados em outros processos seletivos, os quais serão realizados a partir de 2012.

“As obras de melhoria estão a cargo das prefeituras. Mas ciente dessa demanda a União decidiu utilizar essa linha de crédito que foi aprovada para investimentos no PAC para disponibilizar os equipamentos”, pontua Marcelo. Para garantir os recursos necessários para os municípios tocarem o projeto, o Governo Federal já trabalha numa alternativa.
“Simultaneamente, está prevista outra etapa de liberação de verba com recursos obtidos mediante financiamento, na ordem de R$ 900 milhões, que ainda será normatizada”, adianta.

A lista completa dos selecionados está disponível no portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário (www.mda.gov.br), assim como a consulta ao andamento da proposta de cada município.
No box, a relação das cidades pernambucanas contempladas nessa primeira etapa do projeto.
(JC Online)