Ceclin
Maio 25, 2013 0 Comentário


Indústria comemora seu dia embalada em perspectivas positivas

Os empresários pernambucanos comemoram, neste sábado (25), o Dia da Indústria. Apesar das dificuldades enfrentadas pelo setor, o presidente da FIEPE, Jorge Côrte Real, defende que há motivo para celebração. No período de 2002-2012, o PIB Pernambuco cresceu, em média, 4,2%, tendo o PIB industrial alcançado maior relevância: puxou positivamente (+ 4,7%) o indicador, com destaque para a Construção Civil (+7,6%).

Segundo Côrte Real, a perspectiva é que, ainda nesta década, o PIB Pernambuco chegue a R$ 170 bilhões, com a indústria representando 28% desse PIB, com valor aproximado de R$ 47 bilhões.

“Isso reflete a dinamização da economia do Estado, resultado, principalmente, da chegada de empreendimentos estruturadores, como a Refinaria, o Estaleiro, a Petroquímica Suape, além de outros, que somam mais de R$ 65 bilhões de investimentos”, explica.

Outro dado que entusiasma o setor, ressalta Côrte Real, é o relacionado aos empregos. Entre 2007 e 2012, foram gerados no Estado mais de 480 mil postos formais, sendo mais de 96 mil na Construção Civil e mais de 41 mil na Indústria de Transformação.

O momento, alerta o presidente da Federação, também exige uma reflexão sobre os entraves enfrentados pelo setor produtivo. “Precisamos mudar as ultrapassadas legislações tributária, fiscal, trabalhista. Carecemos de mais investimentos em infraestrutura e, no caso das empresas locais, a fundamental importância de uma política de desenvolvimento regional que nos permita produzir em condições equânimes em comparação às empresas de outras regiões do País”, afirmou.