Ceclin
dez 29, 2015 0 Comentário


IFPE divulga calendário de matrículas para aprovados no vestibular 2016

Os futuros estudantes dos cursos técnicos e superiores da instituição deverão ficar atentos aos prazos para garantir as vagas

 

Foto: Rodrigo Santos/ Esp.DP/D.A Press

Foto: Rodrigo Santos/ Esp.DP/D.A Press

O calendário de matrículas dos cursos superiores e técnicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), do ano de 2016, já está disponível para consulta. Os candidatos aprovados devem prestar atenção ao período de matrícula, que se inicia em 04 de janeiro, para primeira entrada. Já os que optaram pela segunda entrada, poderão se matricular a partir do mês de junho. As datas variam de acordo com os cursos e os campi onde são oferecidos. Todo o cronograma encontra-se disponível no site da Comissão do Vestibular (cvest.ifpe.edu.br/vestibular2016), onde o calendário dos cursos técnicos e dos cursos superiores poderão ser acessados.

No ato de matrícula, os feras devem apresentar toda a documentação exigida no edital: carteira de identidade; foto 3×4 recente; original e cópia da certidão de nascimento ou casamento. Quem tiver acima de 18 anos deve apresentar também o título de eleitor e o documento comprobatório de regularidade com o Serviço Militar (no caso do sexo masculino).

Os futuros estudantes dos cursos superiores e técnicos subsequentes devem entregar também o certificado original de conclusão do Ensino Médio e o Histórico Escolar. Na ausência de tais documentos, a declaração de conclusão será aceita provisoriamente por um período de 30 dias. A mesma regra vale para os aprovados nos cursos técnicos nas modalidades Proeja e Integrado. A diferença é que estes devem apresentar a documentação relativa ao Ensino Fundamental.

Já os candidatos que optaram pelo sistema de cotas precisam redobrar os cuidados com a documentação. Na matrícula, será necessário atestar que cursou integralmente o Ensino Médio (no caso dos cursos superiores e técnicos subsequentes) ou Fundamental (no caso dos cursos técnicos integrado e Proeja) em escola pública. Para quem optou pela cota social, exige-se ainda a comprovação de um rendimento familiar per capta de até um salário mínimo e meio. A lista completa de documentos exigidos pode ser consultada no Manual do Candidato, disponível no site da CVEST.

VAGAS –  Neste ano, foram oferecidas 1.684 vagas em cursos técnicos integrado, 4.028 nos subsequentes, além de 500 nos cursos superiores e 120 em cursos de Qualificação Profissional. Todas as vagas são distribuídas pelos 15 campi do Instituto, localizados nas cidades de Afogados da Ingazeira, Barreiros, Belo Jardim, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Garanhuns, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Palmares, Paulista, Pesqueira, Recife e Vitória de Santo Antão. Quem não se inscreveu no Vestibular, mas prestou o Enem, ainda poderá concorrer a outras 384 vagas de cursos superiores, todas elas referentes à segunda entrada de 2016, que serão preenchidas através do SiSU.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 2125.1724 ou pelo e-mail: [email protected]