Ceclin
nov 27, 2014 0 Comentário


Hospital das Clínicas participa de mutirão nacional de prevenção do câncer de pele

Foto: Arthur Mota / Folha PE

Foto: Arthur Mota / Folha PE

O Hospital das Clínicas, através do Serviço de Dermatologia, em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, realiza a 16ª edição da Campanha Nacional de Prevenção do Câncer de Pele. No próximo sábado (29), das 8h às 15h, será realizado atendimento gratuito para os interessados em serem avaliados, na Clínica Dermatológica do HC. Na ocasião, quatro dermatologistas e seis médicos residentes irão realizar uma avaliação nos pacientes e, nos casos diagnosticados positivos, eles serão encaminhados para tratamento ou cirurgia sem nenhum custo.

“Qualquer pessoa com suspeita de câncer de pele pode participar. De um modo geral, o grupo de risco são pessoas adultas, de pele clara, com sinais, manchas ou feridas que não cicatrizam, que continuam a crescer, apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento”, afirmou o chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas, Josemir Belo. A avaliação por um dermatologista é essencial para o diagnóstico preciso da doença.

Ele explicou que, em edições anteriores da campanha, cerca de 10% das pessoas examinadas apresentaram o câncer de pele. “Esse índice vem se mantendo devido à falta de cuidado dos adultos de hoje durante a infância e a juventude. A expectativa é que esse quadro mude em cerca de 30 anos quando os jovens, que atualmente se protegem do sol, estiverem com idade mais avançada”, completou Belo.

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer, o câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 33% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta altos percentuais de cura, se for detectado precocemente. A exposição ao sol é o principal desencadeador da doença. “Todo sol que você toma durante a infância e adolescência se acumula e pode, na fase adulta, desencadear uma alteração na célula, tornando-a cancerígena. O câncer de pele é uma doença que pode ser prevenida, havendo o controle da exposição solar”, afirmou Belo. A dica do especialista é utilizar protetor solar acima do número 15 (repondo-o a cada três horas), evitar exposição ao sol das 10h às 16h e, quando estiver exposto ao sol, proteger-se também com chapéu e vestimenta. Além do HC, outros hospitais do Estado e do país participam da campanha no próximo sábado. A expectativa é de que sejam atendidas, nesta edição, cerca de 50 mil pessoas em todo o Brasil.