Ceclin
Maio 19, 2020 0 Comentário


Homero Rodrigues: ‘um soldado da Saúde, abatido em batalha’, diz viúva

Ortopedista Homero Rodrigues, de 49 anos, morreu da Covid-19, no Recife — Foto: Reprodução/Facebook

De acordo com a família, Homero Rodrigues passou 26 dias internado em UTI. Cristiane Santos, mulher do médico, lamentou morte nas redes sociais.

Por G1 PE

O ortopedista Homero Rodrigues, de 49 anos, foi mais um dos profissionais de Saúde que morreu com Covid-19 em Pernambuco. O diagnóstico da doença foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde. O médico, que atuava na rede pública e privada do Estado, ficou 26 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e faleceu no domingo (17/05), segundo a mulher dele, a médica Cristiane Santos.

A viúva fez uma postagem nas redes sociais, na segunda-feira (18), contando sobre o falecimento do marido, no Recife. Homero Rodrigues deixou dois filhos, de 7 e 17 anos. Ao G1, através de mensagem, ela relatou que o corpo do marido foi cremado.

“Ele partiu, generosamente, numa madrugada chuvosa de sábado para o domingo. Levou no coração uma legião de amigos e admiradores. Homero você foi um soldado da Saúde, abatido em batalha, na linha de frente da Covid -19”, escreveu Cristiane nas redes sociais.

Cristiane contou que os primeiros sintomas apareceram em 16 de abril. “Era conjuntivite [bem raro]”, relatou a viúva ao G1. Ainda segundo ela, no mesmo dia, Rodrigues fez um exame para constatar a Covid-19, que só teve resultado cinco dias depois.

No dia 19 de abril, outros sintomas começaram a surgir, como febre e tosse. Um dia depois, ele foi internado. O quadro de saúde foi piorando, até que ele foi para a UTI. “Foram 26 dias de UTI e, apesar de todos os esforços , o perdemos”, lamentou. A médica também agradeceu aos médicos do Hospital Português do Recife, que cuidaram de Homero e escreveu uma despedida. “Entrego a ti, Pai celestial, os despojos mortais do meu amado marido , companheiro de jornada terrena, amigo, conselheiro, pai dos meus filhos. Até breve !”, afirmou nas redes sociais.

Homero Rodrigues era ortopedista e, entre outros locais, trabalhava há dez anos no Hospital Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho (RMR), bem como no Hospital Santa Maria, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Por meio de nota, o Conselho Regional de Medicina em Pernambuco (Cremepe) lamentou a morte de Homero Rodrigues. A entidade resumiu a trajetória do profissional.

“Natural de Penápolis (SP), fez residência médica em ortopedia no Hospital Servidor Municipal de São Paulo e passou a atuar em Pernambuco desde 2003, onde passou pelo Hospital Dom Helder Câmara, Hospital Memorial São José entre outros serviços”, informou o Cremepe. O conselho também ressaltou o trabalho dele no Instituto Pelo Bem, uma instituição que trabalha com pessoas vulneráveis. Nas redes sociais, a organização também lamentou a morte do médico.