Ceclin
jan 08, 2012 0 Comentário


Guia para ajudar padarias a reduzir sal nos pãezinhos

SAÚDE Anvisa lançou manual para ensinar as padarias a fazer pão com menos quantidade de sal, conforme acordo firmado em dezembro

 

Jornal do Commercio

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai ensinar padarias a fazer pão com menos sal. Considerado um dos responsáveis pelos altos índices de sódio na dieta do brasileiro, o alimento é tema do primeiro volume do Guia de Boas Práticas Nutricionais, um documento preparado pela agência para orientar serviços de alimentação brasileiros a preparar um cardápio mais saudável, com menores teores de sal, açúcar e gordura.

A adoção das dicas é voluntária e segue o espírito do Termo de Compromisso de redução de sódio nos alimentos, assinado entre associações de indústria de alimentos e de panificação com governo no ano passado. O acordo traz um cronograma para a redução da adição de sódio de produtos, entre ele, o pão e a bisnaga.

Dados da Pesquisa de Orçamento Familiar do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2009, mostram que o brasileiro consome, pelo menos, um pão francês por dia, principalmente no café da manhã ou no lanche. Uma unidade do pãozinho, com tamanho habitual de 50 gramas, tem cerca de 320mg de sódio (correspondente a 40% da composição do sal). A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda consumo diário de 2 mil mg, equivalente a uma colher de chá de sal.

O brasileiro consome em média 3.200 mg de sódio por dia, acima do indicado pela OMS. Segundo o IBGE, mais de 81% dos garotos e 77% das meninas, na faixa de 10 a 13 anos, ingerem sódio além do tolerável. O excesso contribui para pressão alta, doenças cardíacas e renais.

O termo de compromisso firmado entre Ministério da Saúde e Indústria Alimentícia para redução da adição do produto foi assinado em abril e era válido para 16 alimentos. As primeiras reduções começam este ano. Além de pães e bisnagas, a regra vale para massas instantâneas. Estas últimas devem ser produzidas com teor de sódio 30% menor do que o atualmente apresentado. Pães e bisnagas virão com redução de 10%. O cronograma prevê diminuição do uso do sódio até 2020.

Teores de sal encontrado em produtos brasileiros são bem mais altos do que os apresentados por outros países. Um exemplo é o pão de forma. Enquanto no Canadá a média varia de 361 a 526 miligramas de sódio a cada 100 gramas do alimento, no Brasil, a mesma quantidade do produto traz entre 437 e 796 miligramas. A implementação do acordo será acompanhada pelo Ministério da Saúde e pela Anvisa.

No guia, uma das dicas é diminuir a adição de sal à farinha de trigo, um dos ingredientes da massa. Outra recomendação é pesar os ingredientes da receita em uma balança. ê desaconselhável usar xícaras e colheres como medidores, pois não garantem precisão. A adoção do Guia de Boas Práticas Nutricionais para o Pão Francês é voluntária. Ele está disponível na página da Anvisa (www.anvisa.gov.br).