Ceclin
ago 26, 2008 6 Comentários


Guia dos vereadores no aperto do tempo

O Guia Eleitoral dedicado nesta terça-feira (26) aos candidatos a vereador nas Eleições 2008 foi aberto pela Coligação Frente da Mobilização Popular da Vitória (PMN/PCdoB/PTN). O ex-vereador Joel Neto pronunciou-se que deseja retomar os trabalhos legislativos na defesa de uma política séria, pautada pela tradição de sua família (Ferrer de Moraes). Aproveitou para fazer a defesa do atual governo destacando a contribuição de José Aglaílson neste processo.
Abrindo o Guia com o jingle “Pra o Brasil mudar pra valer, pode contar com o PCdoB”, o único candidato do PCdoB apresentou-se aos ouvintes. Trata-se de Osmar Berto, 29 anos, comerciante do setor de refrigeração e Agente Penitenciário. Casado e pai de uma filha, ele afirmou que já exerceu a Presidência da União dos Estudantes Secundaristas da Vitoria (UESV) e foi um dos fundadores da União da Juventude Socialista (UJS). “Sou militante do PCdoB há mais de 16 anos e defendo o socialismo como avanço da sociedade”, disse. “Sempre estive a frente na defesa do jovem e da comunidade, alinhado ao Governo Lula e Eduardo. Coloco-me como opção para levar a força das ruas e construir um mandato popular na Câmara de Vereadores”, declarou Osmar Berto.
Que foi seguido por Celso Bezerra que fez a defesa dos taxistas, falou do trabalho que este desenvolve na locomoção e transporte no Engenho Pitu e a disponibilidade de sua ambulância.

Os candidatos da Frente da União Popular (PSB/PT/PTC) contou com as participações de Américo e de Beto do Pró-Asfalto (PT). “Tenho um compromisso histórico com os movimentos sociais da cidade e da área rural vitoriense”, relatou Sebastião (Beto). Ele coordenou a luta por anos junto a comunidade do Distrito de Pirituba pela execução da estrada asfaltada entre a área urbana e o distrito. “Foi uma das maiores obras já realizadas nas últimas décadas em Vitória”, acredita o candidato a vereador.
Após entra José Aglailson dizendo:”Trago aqui um presente que vai se tornar um grande presente, que é a Linha Vermelha”, falou ele fazendo uma alusão a obra da Prefeitura que começou na semana anterior abrindo as ruas do final da Av. Mariana Amália até a nova BR 232. “Vamos melhorar a Ponte da Gaiola. Um lugar que passa mais de 500 pessoas por dia”, acrescentou. “Mas tou fazendo essa Linha Vermelha combinado com Dedé. Eu combino tudo com ele”, fez questão de lembrar.
Na fila vieram José Luiz Ferrer e o Vereador Novo da Banca (PSB) que afirmou que vai continuar o trabalho para o crescimento da cidade. Encerrando com o Advogado Aristides Júnior que dedicou o seu espaço de hoje ao seu saudoso Pai. “Lembro quando ele lia as obras de Marcos Freire”, disse contando a história pessoal do seu pai.

A coligação Unida e Forte (PR/PP/PPS) abriu com Marta do João Murilo, seguida de Aglaílson do Maués (PP).

Não confunda! Realmente temos dois “Aglaílson” candidatos a vereador. Enquanto o outro pensa refazer a Ponte da Gaiola, este outro pensa em levar aulas de computação gratuitamente a comunidade do Maués.
Com Arruda de Chã de Calçada e Bia da Tapioca, quem trouxe a frase de efeito do dia foi o candidato Baixa do Alto da Ponte que lembrou aos eleitores que “votar você só gasta 1 minuto, cuidado para não passar 4 anos de sofrimento”, aconselhou.
Outra curiosidade foi o candidato Prof. Enedino Soares (PPS). Mesmo com a candidatura subjudice, ela foi deferida com recurso na última quinzena pelo Juiz Eleitoral local, ele tem feito campanha no Guia Eleitoral de sua coligação normalmente, após ter corrido o risco de impugnação por conta da “duplicidade de filiação” constatada pelo TRE.

Os candidatos do Cara Nova trouxe Duda Borracheiro, Bad Léo e Cowboy Expedito – o da frase: “Dito pelo não dito, vote em Expedito”. Fazendo a defesa da candidatura de Pilako a prefeito, o conselheiro tutelar licenciado Joselito Elias (PTB) afirmou que o seu partido é “composto de pessoas íntegras e honestas”. Mencionou a liderança do Dep. Federal Armando Monteiro Neto e chamou os ouvintes para acreditar neste grupo.

P>S<: As coligações Aliança Social Cristã, PDT e Vitória do Futuro repetiram sua última edição do Guia.

Por Lissandro Nascimento.