Ceclin
out 09, 2011 0 Comentário


Grupo investirá R$ 22 milhões em sorvetes

Jornal do Commercio

O município de Paudalho, na Zona da Mata, produzirá sorvetes para todo o Nordeste, uma disputa com gigantes como Kibon e Nestlé. Não serão sorveterias, mas picolés e sorvetes industrializados. Um grupo de empresários pernambucanos, de áreas diferentes, se juntou para criar a Companhia Brasileira de Sorvetes (CBS). Sem ter marca definida ainda, a empresa está na fase de projetos, mas prevê iniciar a produção no final do ano que vem.

O investimento inicial será de R$ 22 milhões e quando tudo estiver concluído a cifra chegará a R$ 30 milhões. No início da operação, serão 60 empregos, que poderão chegar a 350 em dez anos.

Diretor da CBS, Carlos Moreira conta que a iniciativa de entrar no segmento de sorvetes veio após muita análise dos empresários. “Escolhemos um ramo diferente, aproveitando a grande expansão do setor de alimentos no Nordeste e o aumento do consumo per capita das classes D e E”, conta Moreira.

A distribuição será primeiro no Recife e João Pessoa. Mas a ideia é abranger todo o Nordeste. Até lá, diz Moreira, serão distribuídos, em média, mil freezers por ano, normalmente a medida de penetração de mercado dessa indústria. A fábrica terá 8 mil metros quadrados e a capacidade será de 10 milhões de litros por ano.