Ceclin
ago 19, 2011 0 Comentário


Gravatá vive dia de cultura indígena com o escritor Daniel Munduruku

O escritor, graduado em filosofia e psicologia, doutor em educação pela USP e autor de mais de dezenas livros de literatura indígena infanto juvenil e adulto, Daniel Munduruku promoveu nesta quinta feira (18) um dia de cultura do povo índio em Gravatá. Centenas de crianças das escolas Nossa Senhora de Lourdes (Salesianas) e outras unidades de ensino puderam conhecer um pouco das tradições e literatura do escritor. A vinda e Daniel Munduruku foi intermediada através da professora Sunamita Oliveira a qual também é grande incentivadora os costumes indígenas em Gravatá.

Atualmente Daniel tem mais de 40 obras escritas em vários gêneros que vão desde o romance até as crônicas. Em seus livros ele aborda quase sempre a temática do índio com foco no combate ao preconceito. “Queremos criar uma raiz consistente no sentido de mudar esse estereótipo preconceituoso contra o índio”, destacou em uma das palestras.

A professora Sunamita Oliveira é uma grande divulgadora das culturas indígenas na cidade e tem lutado fortemente contra a discriminação, sendo inclusive destaque em uma revista de Brasília sobre o trabalho que realiza em Gravatá. “Estamos combatendo o preconceito. Ainda há pouco conhecimento sobre o índio no Brasil e nós nos sentimos realizados em promover momentos como esse”, falou. A visita de Daniel Munduruku segue até esta sexta com encontro com professores do município.

Com Informações da Assessoria.