• Ceclin
jul 18, 2019 0 Comentário


Gravatá registra homicídio e apreensão de drogas

Ruan Charles Teixeira Sales, 18 anosMais um homicídio se soma às estatísticas da violência em Gravatá, no Agreste pernambucano. Ruan Charles Teixeira Sales, conhecido por “Ruan Pixilinga”, de 18 anos (foto), foi executado com disparos de arma de fogo na noite da quarta-feira (17/7), ocorrido no bairro Nossa Senhora Aparecida, área urbana da cidade.

Segundo informações, a vítima já tinha passagem pela FUNASE e, possivelmente o crime tem haver com o tráfico de drogas, uma das linhas de investigação para a Polícia Civil. Outra pessoa identificada apenas como Cabeção deu entrada no Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa, com ferimento à bala. O mesmo foi medicado e depois liberado. A Polícia não informou se essa pessoa baleada teria algum envolvimento com o fato. A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas para a Delegacia da 62ª CIRC, que tem o comando do Delegado Álvaro Grako.

07 Kg de maconha

07 kg de maconha

Uma Operação da Polícia Militar (PM) na tarde desta quinta-feira (18/7) conseguiu flagrar significativo volume de entorpecente numa casa situada na Rua João Florentino do Nascimento, no Bairro do Prado, em Gravatá. O imóvel foi alugado por Francisco de Assis Gomes da Silva, 53 anos, conhecido por “Chico” (ex- policial militar), detido na última segunda (15). Lá estava guardado precisamente 07 Kg de maconha, 01 balança de precisão, material plástico e uma caderneta com anotações contábeis do comércio ilegal. O ex-PM e o seu filho, também envolvido, foram indiciados na Delegacia local.

Operação na área rural de Gravatá

Na quarta-feira (17/7), o GATI no Sítio Floresta abordou dois indivíduos em duas motocicletas. C. R. X. da P., de 19 anos, e o menor J. E. da S. possuíam uma Espingarda calibre 32, com inúmeras munições.