Ceclin
out 18, 2021 0 Comentário


Governo Federal tenta comprar deputados e aprovar PEC-32. Pressão continua

No balcão de negócios do Congresso Nacional, o governo Bolsonaro e aliados estão oferecendo R$ 20 milhões por emenda parlamentar para quem votar a favor da PEC 32/2020. É uma negociação espúria com o objetivo de comprar os parlamentares e aprovar um projeto que tem como principais objetivos promover o desmonte do serviço público e repassar suas funções para a iniciativa privada nas mais diversas áreas, além de aparelhar o estado com apadrinhados políticos ao invés de promover concurso público.

O governo necessita de 308 votos para aprovar a PEC-32. Mas ainda não conseguiu comprar esse número de deputados porque a pressão dos servidores é cada vez maior e muitos parlamentares estão com receio de não serem reeleitos. Eles não querem votar a favor de um projeto que irá promover um impacto negativo tão grande para a população que mais precisa em um ano anterior às eleições e em um momento em que a campanha dos servidores contra a PEC-32 tem como lema: Quem votar, não volta!

A crise pode piorar

O governo Bolsonaro pretende aprovar a PEC em um momento em que o Brasil passa por uma das maiores crises econômicas da sua história. Estamos atingindo altos índices de desemprego, miséria e fome no Brasil de Bolsonaro. E com as empresas privadas tomando conta dos serviços que deveriam ser públicos, boa parte da população não terá acesso a benefícios em áreas como as da saúde, educação e segurança alimentar. Ou seja, a população carente viverá completamente à margem da sociedade.

Hoje, mais de 24,5 milhões de pessoas no País acordam sem saber se irão comer durante o dia. O desemprego atinge cerca de 14,5 milhões de pessoas. Os desalentados – aqueles que já não procuram mais empregos por falta de vagas e não são classificados nas estatísticas oficiais como desempregados – somaram 5,6 milhões. Ou seja, já são mais de 20 milhões de pessoas sem trabalho. Além destes, 24,8 milhões estão trabalhando por conta própria por não encontrarem vagas no mercado de trabalho. São pessoas que estão, em sua grande parte, em subempregos como os ambulantes e entregadores e motoristas de aplicativos.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) constatou que a inflação média esperada para o final de 2021 nos países do G20 é de 3,7%. No Brasil, registramos uma inflação de mais de 10% nos últimos 12 meses, até setembro. Um nível muito elevado que atinge a toda a população.

Nas ruas e nas redes 

Para combater a PEC-32, os servidores estão promovendo uma agenda de atos semanais em Brasília. “São mobilizações no aeroporto, para receber os parlamentares que retornam de seus estados, atos no anexo II da Câmara dos Deputados, reuniões e visitas aos gabinetes, além da pressão nas redes sociais”, destacou o coordenador-geral do Sindsep-PE, José Carlos de Oliveira.

Além disso, os servidores podem atuar nas redes sociais. Entre no site Na Pressão (aqui) e mande um recado aos deputados: Quem votar a favor da PEC-32, não voltará a ser eleito. Ao acessar a página, o servidor pode mandar seu recado pelo WhatsApp, e-mail ou telefone.

Os servidores também podem ter acesso ao material da Campanha Cancela a Reforma no endereço da Condsef/Fenadsef (aqui). A campanha também está no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube. Procure por @cancelaareforma. Siga, curta e compartilhe os materiais e ajude a defender os serviços públicos brasileiros.

Os  funcionários públicos podem ainda acessar a Enquete da PEC 32/2020 e votar na opção Discordo Totalmente. Para votar basta entrar no endereço eletrônico (aqui).

No WhatsApp

Para receber todas as informações da luta contra a Reforma Administrativa, o interessado pode enviar uma mensagem para o número de telefone: (61) 98357-4114. Imediatamente o seu WhatsApp estará cadastrado e ele passará a receber diversas informações direto no celular.

O servidor também pode enviar um oi para o telefone do Sindsep-PE Conectado: (81) 99976-2839. Desta forma, irá receber diversas informações sobre a PEC-32. Participe!

Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco
SINDSEP-PE.