Ceclin
set 15, 2014 0 Comentário


Governo do Estado inaugura unidade modelo da Funase em Timbaúba

A consolidação dos vínculos familiares e comunitários é o que procura o Sistema Socioeducativo em Pernambuco

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Criança e Juventude (SCJ) e por meio da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), inaugura nesta terça-feira (16), às 10h, a nova unidade de internação de Timbaúba, na Zona da Mata Norte. O projeto arquitetônico, a estrutura física e o plano pedagógico que será desenvolvido na unidade a coloca entre as mais modernas do País.

A atuação de um Grupo Comunitário de Apoio e Acompanhamento de execução das medidas socioeducativas traça o novo modelo socioeducativo proposto pela Funase através do Case Timbaúba. O projeto foi firmado por meio da Portaria Nº 01, do dia 11 de julho deste ano, e visa o fortalecimento no processo de ressocialização através do contato direto do Centro com representantes da sociedade civil e com entidades pertencentes à comunidade e localidades vizinhas.

O Grupo será formado por cinco representantes voluntários com mandato de 12 meses, prorrogáveis ou interrompidos a qualquer tempo. Eles irão operar apresentando propostas de melhorias a serem desenvolvidas na unidade. Os projetos serão analisados pela Funase e, se aprovados, serão executados. As reuniões ordinárias acontecerão anualmente, salvo em casos emergenciais.

A intenção é que, pelo menos, mais duas unidades iniciem os trabalhos do Grupo Comunitário de Apoio até o final deste ano. Os Cases Caruaru, Jaboatão dos Guararapes, Petrolina e Vitória de Santo Antão são alguns dos centros que já estão na rota do projeto.

Case Timbaúba – O novo centro possui uma área construída de 1,7 hectares e contará com três casas de convivência, cinco quartos com capacidade para quatro adolescentes, cada, consultórios, uma Escola Estadual com duas salas de aula, biblioteca, sala de informática, cozinha com refeitório, espaço ecumênico, quadras de areia e polivalente, três salas para a prática de oficinas esportivas, lúdicas, culturais e profissionalizantes, entre outros ambientes.

Oitenta e quatro adolescentes do sexo masculino, com idade entre 15 e 17 anos, que cumprem medida socioeducativa em meio fechado, serão atendidos na nova unidade. Sessenta deles no espaço de convivência e 24 na pré-acolhida.

O Governo do Estado e a Secretaria da Criança e da Juventude investiram R$ 13.010.920,20 na construção do novo centro e uma seleção pública simplificada foi realizada no município, no último mês de maio, para a contratação de 70 agentes e seis assistentes socioeducativos que irão atuar no Case Timbaúba.

 com informações da Assessoria.