• Ceclin
mar 28, 2018 0 Comentário


Governo decreta situação de emergência em 52 municípios de Pernambuco

Situação dos 52 municípios foi considerada "anormal". Foto: Reproduçao

Situação dos 52 municípios foi considerada “anormal”. Foto: Reprodução

Medida é motivada pela rigorosa estiagem que atinge a região

JC Online

O Governo do Estado de Pernambuco anunciou nesta quarta-feira (28/03), por meio do Diário Oficial, que 30 municípios pernambucanos estão em situação de emergência em razão da estiagem por um período de 180 dias. A situação foi declarada como “anormal” e o órgão assume o compromisso de adotar medidas necessárias para combater possíveis prejuízos e superar danos. O decreto entrou em vigor nesta quarta.

Os municípios que fazem parte dessa lista são: Afogados da Ingazeira, Afrânio, Araripina, Arcoverde, Belém do São Francisco, Betânia, Bodocó, Brejinho, Cabrobó, Carnaíba, Carnaubeira da Penha, Cedro, Custódia, Dormentes, Exu, Flores, Floresta, Granito, Ibimirim, Iguaracy, Inajá, Ingazeira, Ipubi, Itacuruba, Itapetim, Jatobá, Lagoa Grande, Manari, Mirandiba, Orocó, Ouricuri, Parnamirim, Petrolândia, Petrolina, Quixaba, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Cruz de Baixa Verde, Santa Filomena, Santa Maria da Boa Vista, Santa Terezinha, Serra Talhada, Serrita, Sertânia, Solidão, Tabira, Tacaratu, Terra Nova, Trindade, Triunfo, Tuparetama e Verdejante.

Crise hídrica
O Brasil tem 917 municípios em crise hídrica, informou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ao participar do 8° Fórum Mundial da Água. Esse número corresponde aos municípios que estão em situação de emergência por seca ou estiagem até o dia 13 de março.

O ministro destacou que a crise hídrica não é mais um problema somente do Nordeste, onde estão a maioria das cidades. Do total de municípios, 211 estão na Bahia, 196 na Paraíba, 153 no Rio Grande do Norte, 123 em Pernambuco, 94 no Ceará, 40 em Minas Gerais, 38 em Alagoas, 18 no Rio de Janeiro, 17 do Rio Grande do Sul, além de registros em outros estados.