• Ceclin
fev 27, 2020 0 Comentário


Governo de Pernambuco publica edital para construção de parque linear em Gravatá

Governo de Pernambuco publica edital para construção de parque linear em Gravatá

O Parque Ambiental Janelas para o Rio busca proteger as margens do rio Ipojuca, além de valorizar a integração da população com o espaço público. O novo equipamento será o terceiro a ser construído no Estado

Com o objetivo de proteger às margens do rio Ipojuca e, além disso, garantir mais um espaço de convivência para os moradores de Gravatá, o Governo de Pernambuco publicou, no dia 15 de fevereiro, o edital de licitação para a construção do novo Parque Ambiental Janelas Para o Rio. A obra ficará a cargo da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos. O projeto foi elaborado pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), através do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca – PSA Ipojuca, que é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O investimento gira em torno R$ 2,5 milhões.

Este será o terceiro município a receber a iniciativa. Atualmente, estão em andamento as obras dos parques de Caruaru e São Caetano. O novo equipamento será implantado em uma área adjacente ao antigo Matadouro Público Municipal, no bairro do Jucá, que se encontra sem uso efetivo. O espaço conta com mais de 10 metros quadrados, onde pouco mais de cinco metros quadrados são voltados para o Setor de Equipamentos e Lazer e o restante destinado ao Setor de Preservação Ambiental. O prazo para a execução é de seis meses e a fiscalização da construção ficará por conta da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos.

“O Governo do Estado tem atuado fortemente no desenvolvimento de ações socioambientais. Nesse sentido, o projeto do Parque Ambiental Janelas para o Rio funciona como mola propulsora para o início de reabilitação do rio Ipojuca, contribuindo para sensibilizar a população sobre a importância de preservar o meio ambiente”, explica a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista. A estrutura contará com passeios (calçadas), arborização e vegetação paisagística, pista de cooper, quadras esportivas, playgrounds, portaria, administração, quiosque, sanitários e bloco destinado à educação ambiental, área de reflorestamento, central de resíduos, mobiliário urbano, sinalização e iluminação pública.

A ação consiste em um conjunto de intervenções previstas nos planos hidroambientais das bacias dos rios Capibaribe e Ipojuca, desenvolvidos com o intuito de proteger as margens do rio de usos indevidos e ocupações irregulares. Além disso, busca valorizar o espaço público com o incentivo ao lazer contemplativo, recreação, prática de atividades físicas e ao exercício da educação ambiental, potencializando o papel do rio na paisagem urbana, valorizando-o como marco paisagístico e elemento de incentivo à convivência social.

Os detalhes sobre o certame podem ser obtidos junto à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) pelo site (servicos.compesa.com.br) ou pessoalmente na Avenida Cruz Cabugá, nº 1387 (acesso pela Avenida Dr.Jayme da Fonte, S/N, Nova Sede, 1º andar), Santo Amaro, Recife.

Em construção - O primeiro Parque começou a ser construído em setembro de 2019, em Caruaru, no terreno da Escola Municipal Altair Nunes Porto, no bairro do Cedro, região de grande densidade demográfica e carência de áreas de lazer. A estrutura do espaço de convivência contempla uma área de mais de seis hectares, destes três hectares são de áreas reflorestadas. As obras devem ser concluídas até junho e beneficiará cerca de 70 mil pessoas. A iniciativa conta com o investimento de R$ 6 milhões. O segundo Parque Janelas para o Rio está sendo erguido na cidade de São Caetano, no loteamento São José, em uma área entre o rio e a BR-232. O equipamento possui 2,71 hectares, sendo aproximadamente dois hectares voltados para lazer e o restante destinado para preservação ambiental. A obra, que possui o investimento de quase R$ 3,5 milhões, deve ser finalizada dentro de sete meses.