Ceclin
jun 02, 2009 11 Comentários


Gol de placa para Pernambuco

por Isaltino Nascimento.

Num gol de placa Pernambuco está entre as subsedes da Copa do Mundo de 2014. A escolha não se deu por acaso. É fruto de um projeto bem arquitetado pela equipe do governador Eduardo Campos, que ajudará a ampliar o desenvolvimento vivenciado nos dois últimos anos pelo Estado. Além disso, vai gerar muitas oportunidades de trabalho e divulgar Pernambuco para todo o mundo.
O projeto da Cidade da Copa, a ser construída em São Lourenço da Mata em regime de Parceria Público Privada, num investimento de R$ 1,6 bilhão, foi o fator predominante para a escolha. Isso porque o Estado entra apenas com o terreno e a iniciativa privada constrói. Não depende do orçamento do Estado ou da União. Ou seja, fica muito mais seguro para a FIFA que hoje sofre com problemas de falta de recursos públicos na África do Sul.
A área de 239 hectares às margens da BR-408, próxima ao TIP e das BRs 232 e 101 e a apenas 19 km do Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, abrigará o estádio, um hospital regional, shopping center, hotéis, casas, flats e uma escola técnica.
E mais: um conjunto residencial com nove mil moradias voltadas para os servidores públicos estaduais com renda de três a 10 salários mínimos projetado dentro programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.
A Arena terá capacidade para 44. 734 torcedores, todos sentados, com seis mil vagas de estacionamento para automóveis de passeio e outras 300 para ônibus.

Passada a euforia, o governador Eduardo Campos e a equipe envolvida já arregaçaram as mangas para cumprir o cronograma oficial da FIFA, que prevê o início das obras para fevereiro de 2010 e conclusão em dezembro de 2012.
Para isso, assinou o projeto de lei que assegura benefícios fiscais às empresas que investirem nos projetos relacionados à Copa do Mundo de 2014, em cumprimento às exigências da FIFA. As Prefeituras de Recife e São Lourenço da Mata seguiram o exemplo, encaminhando projetos de incentivos fiscais às respectivas Câmaras de Vereadores.
Ao Estado, caberá ainda a duplicação da BR-408, que já está incluída no PAC, a construção da estação de metrô Cosme e Damião e a ampliação em 600 metros de linha férrea, que vai interligar as estações do Timbi e do TIP, além da implantação do terceiro hospital da RMR, Pelópidas da Silveira, que será entregue em dezembro de 2010. O novo bairro também será cortado por um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ou Veículo Leve sobre Pneus (VLP) que ligará os cerca de 36 mil moradores da área à estação de metrô.
Todo este rol de investimentos traz inúmeras expectativas de expansão do turismo em Pernambuco. A previsão é de que o Estado ganhe novos cinco mil novos leitos hoteleiros e tenha um crescimento pós-copa da atividade que pode chegar a 20%.
Afinal, quem vier assistir um jogo da Copa também vai querer não apenas conhecer o Recife, mas toda as belezas do Estado, da capital ao Sertão do São Francisco.
Sem dúvida, uma jogada de craque, na qual os vencedores são todos os pernambucanos.


por Isaltino Nascimento,

deputado estadual pelo PT e líder do governo na Assembleia Legislativa de Pernambuco,

escreve para o Blog todas às terça-feiras.