Ceclin
out 20, 2021 0 Comentário


Emenda de Gleide Ângelo destina meio milhão para Vitória de Santo Antão

Anúncio foi feito durante reunião com o Prefeito Paulo Roberto. Foto: Divulgação

A Delegada e deputada estadual Gleide Ângelo (PSB) esteve em Vitória da Santo Antão na terça-feira (19.10), onde se encontrou com o prefeito Paulo Roberto (MDB) e equipe, instante em que foi apresentada ao plano para a criação de um Complexo de Proteção à Mulher na cidade. O espaço vai aglutinar serviços de acolhimento psicológico e orientação sócio-jurídica às mulheres em situação de violência doméstica e familiar. Consciente da relevância do projeto na perspectiva do enfrentamento à violência de gênero, a deputada anunciou o envio de uma emenda parlamentar no valor de R$ 461.000,00 para recuperação e reforma do prédio que vai abrigar o equipamento.

O edifício escolhido é o da antiga Delegacia da cidade, que hoje está em desuso e sob gerenciamento do município. A proposta prevê a transferência da Delegacia da Mulher de Vitória para o espaço, que também vai oferecer atendimentos com equipes multidisciplinares formadas por psicólogas, assistentes sociais, advogadas e educadoras sociais. O Complexo ainda vai disponibilizar um espaço lúdico com atividades direcionadas aos filhos e filhas das mulheres que estarão em assistência. “Conheço o prédio da antiga delegacia, porque já tirei vários plantões como delegada de Polícia lá. Conheço a infraestrutura do espaço e sei que ele vai atender, com bastante eficiência, as mulheres de Vitória. Elas terão, de maneira acessível e concentrados num só lugar, todo o leque de serviços públicos que a rede pode ofertar. É uma maravilha!”, enfatiza a deputada.

Também participaram da reunião a Secretária Estadual da Mulher, Ana Elisa Sobreira, a Secretária da Mulher do município, Rosa Santana, além dos representantes de pastas municipais estratégicas como Infraestrutura e Controle Urbano, Defesa Social e Assistência Social e Juventude e Cidadania. Representantes do programa das Nações Unidas ONU Habitat, que trabalha com a identificação e requalificação dos espaços públicos como ferramentas para o enfrentamento à violência, também estiveram presentes.

Em Vitória de Santo Antão, o trabalho do grupo vai se materializar através do mapeamento dos espaços urbanos como facilitadores na incidência da violência contra as mulheres — nos últimos dois anos, mais de cinco mil registros de estupro foram registrados na cidade. “O trabalho deles é mais um elo para a eficiência dos serviços da rede de amparo e proteção às mulheres vitorienses”, comenta a Delegada.

LEIA TAMBÉM:

Evento debate empoderamento feminino em Vitória com a presença da vice-governadora